Os homens ainda são maioria entre os médicos em atividade no Brasil, mas a diferença em relação às mulheres vem diminuindo ano a ano. É o que mostram os levantamentos da Demografia Médica 2020. Segundo os dados mais recentes (2020), os homens representam 53,4% da população de médicos e as mulheres, 46,6%.

 

ACESSE AQUI A ÍNTEGRA DA DEMOGRAFIA MÉDICA 2020

Há cinco anos, na pesquisa de 2015, médicos homens somavam 57,5% do total, e as médicas, 42,5%. Trinta anos atrás, em 1990, as mulheres eram apenas 30,8%.

Nos grupos de médicos com idades até 34 anos, as mulheres já são maioria, em 2020. Elas representam 58,5% entre os médicos com até 29 anos e são 55,3% na faixa etária de 30 a 34 anos. No grupo com idade entre 35 e 39 anos, há um equilíbrio numérico entre os sexos: com 49,7% de mulheres. A presença masculina na profissão médica aumenta nas faixas etárias mais elevadas, atingindo o percentual máximo de 79% no grupo acima dos 70 anos.

A crescente presença feminina na carreira médica é nítida ainda na evolução da distribuição por sexo ao longo do último século. Em 1910, os homens eram 77,7% e as mulheres, 22,3%. A presença masculina se amplia até 1960, quando chega a 87%, e as mulheres se limitam a 13%. A partir dos anos 1970, as mulheres ampliam sua participação e passam de 15,8% em 1970 para 46,6% em 2020.

A análise dos novos registros de médicos nos CRMs entre 2000 e 2019 também ilustra a evolução da participação das mulheres na Medicina. No ano de 2000, por exemplo, 4.572 homens registraram-se nos conselhos, contra 3.594 mulheres – 56% e 44%, respectivamente.

Em 2009, as médicas passaram a ser maioria. Do total de inscritos naquele ano, 50,4% eram mulheres e 49,6%, homens. Em 2019, 21.941 novos médicos fizeram suas inscrições, dos quais 57,5% eram mulheres e 42,5%, homens. A distribuição dos médicos segundo gênero por unidade da Federação, no entanto, é bastante heterogênea no País.

 

Notícias Relacionadas

Capitais e grande centros concentram a maioria dos médicos brasileiros

08 dez 2020

Desigualdade na distribuição dos médicos dificulta o acesso da população aos cuidados em saúde

08 dez 2020

Explode número de médicos no Brasil, mas distorções na distribuição dos profissionais ainda é desafio para gestores

08 dez 2020

Idade dos médicos em atividade no Brasil vem caindo nos últimos anos

08 dez 2020
Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.