acessibilidade

CRM Digital

Mais do que uma nova carteira, um instrumento de trabalho.
Descubra todos os usos e vantagens do CRM Digital

Conheça as novas condições para compra de certificado digital

CRM Digital

Conheça


Sua Identidade Médica

A nova Cédula de Identidade Médica (CRM Digital) é confeccionada em cartão rígido e possui um avançado sistema antifraude, com chip criptográfico para certificação digital. O uso desta tecnologia deixou o documento mais atualizado e adequado aos dias de hoje.


Não Obrigatória

É importante ressaltar que a certificação digital é facultativa, e sua carteira pré-existente continua valendo. Entretanto, para utilizá-la nos sistemas de informação, o médico deve procurar uma Autoridade Certificadora (AC) capaz de inserir o certificado digital padrão ICP-Brasil.


Segura

A certificação digital dificulta a falsificação. A leitura de informações é feita por dispositivos eletrônicos de segurança, com a gravação de dados cadastrais de acordo com o padrão ICP-Brasil.

Obtenha

Como Obter o CRM Digital

Para obter o CRM Digital (Cédula de Identidade de Médico), o médico deve realizar a solicitação junto ao seu Conselho Regional de Medicina. Procure o Conselho Regional no qual está inscrito para saber sobre os procedimentos necessários para solicitação do CRM Digital.

Como Obter Seu Certificado Digital

Visando estabelecer condições diferenciadas aos médicos brasileiros para obtenção do certificado digital, o CFM por meio de chamamento público realizou o credenciamento de Autoridades Certificadoras Nº 02/2020.

Constitui objeto deste credenciamento a realização das atividades referentes à solicitação, validação, verificação e liberação da emissão de certificados digitais do tipo A3.

Com processo credenciamento, as empresas relacionadas a seguir apresentaram as suas condições comerciais.

Vale ressaltar, a livre escolha da autoridade certificadora é assegurada, não sendo obrigatório ao médico a realização da certificação digital com as ACs mencionadas nesta página.

As Autoridades Certificadoras abaixo estão apresentadas de acordo com a ordem de credenciamento junto ao CFM.


Credenciadas

Descrição Soluti Safeweb Valid Serasa Certisign
Certificado Digital ICP-Brasil A3 no Cartão do CFM com validade de 3 anos R$ 120,00 R$ 110,00 R$ 90,00 R$ 110,00 R$ 120,00
Certificado Digital ICP-Brasil A3 no Cartão do CFM com o leitor de smartcard com validade de 3 anos R$ 154,00 R$ 147,00 R$ 110,00 R$ 122,00 R$ 154,00
Certificado Digital ICP-Brasil A3 em nuvem com validade de 5 anos e ativação anual - 12 meses R$ 65,00 R$ 55,00 R$ 49,00 - R$ 65,00
Certificado Digital ICP-Brasil A3 em nuvem com 1 ano de gratuidade. Consulte disponibilidade junto à Autoridade Certificadora. - Em Breve Em Breve - -
Para mais informações sobre a aquisição das opções oferecidas pela certificadora, acesse os seguintes links clique aqui clique aqui clique aqui - -

Utilize

O CRM Digital com certificado é válido em todo Brasil e pode ser utilizado de várias formas:

Uso Profissional

  • Plataforma de Prescrição Eletrônica do CFM disponível em https://prescricaoeletronica.cfm.org.br.
  • Sistemas de Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), por meio de certificação digital.
  • Serviços do sistema Conselho de Medicina no Portal Médico que serão disponibilizados. Para isso, é necessária a certificação digital.

Uso Pessoal

  • Enviar declarações de impostos pela internet.
  • Recuperar informações sobre histórico de declarações.
  • Assinar contratos digitais.
  • Consultar situação fiscal e cadastral na Receita Federal.
  • Gerar procurações eletrônicas.
  • Acesso online a certidões e serviços da Receita Federal.
  • Transações bancárias e online.

Requisitos para Ativação da Certificação

Para ativar a Certificação no CRM Digital, o médico deve atender aos requisitos:

  • Solicitar junto ao seu CRM a nova Cédula de Identidade Médica;
  • Dispor de uma leitora de cartão inteligente;
  • Instalar o driver do seu hardware criptográfico (Cartão com chip PKI) fornecido pelo fabricante do equipamento.
  • Para cartões adquiridos antes de janeiro de 2020, instalar o software do Gerenciador Criptográfico (SafeSign):
    Guia de Instalação do Software Gerenciador (SafeSign)
    Para usuários de sistema operacional Windows:
    Software Gerenciador Criptográfico (Safesign 3.0.76)
    Windows: 32 bits | 64 bits
    Para usuários dispositivos Mac:
    Para versões do sistema operacional 10.9, 10.10 ou 10.11, utilize a versão Safesign 3.0.88
    Para versões do sistema operacional 10.12, 10.13 ou 10.14, utilize a versão Safesign 3.5.0
    Para mais informações, acesse o site https://www.validcertificadora.com.br/faq-mac
  • Para cartões adquiridos após janeiro de 2020, instalar o software do Gerenciador Criptográfico (IDprotect Client):
    Guia de Instalação do Software gerenciador (IDprotect Client)
    Para usuários de sistema operacional Windows:
    Software de Gerenciamento Criptográfico (IDprotect Client 7.19.04.
    Windows: 32 bits | 64 bits
    Para usuários dispositivos Mac:
    MacOS: download
    OBS: Caso o seu cartão apresente a mensagem de "Token desconhecido". O gerenciador que você está utilizando não corresponde com a versão correta do seu cartão.

Cuidados Importantes

O CRM Digital oferece uma série de benefícios; mas, para ficar apenas com as vantagens, é essencial ter atenção especial a alguns pontos:

  • A nova cédula de identidade médica não deve ser plastificada para não comprometer a imagem latente, um dos itens de segurança de suma importância do novo documento.
  • Nunca emprestar a cédula/certificado digital para terceiros (secretária/estagiário).
  • O CRM Digital tem validade jurídica, é pessoal e intransferível e deve ser usado somente pelo titular.
    Guardar o PIN/PUK em local seguro para que não seja copiado ou usado por terceiros.
  • Ter atenção ao digitar o PIN/PUK para que não seja bloqueado. Caso isso ocorra, será necessário comprar um novo certificado digital.
  • Não emita um certificado digital fora da hierarquia da ICP-Brasil, pois não tem validade jurídica no Brasil.

Links Úteis

Credencial Médica (E-CRM) - https://ecrm.cfm.org.br
Prescrição Eletrônica - https://prescricaoeletronica.cfm.org.br
ITI - www.iti.gov.br

Dúvidas Frequentes (FAQ)

A cédula de identidade de médico em papel, instituída pela Resolução CFM nº 1.828/07, será gradualmente substituída e continuará válida por período indeterminado para todos os médicos que ainda não a tenham substituído pelo CRM Digital.

Clique aqui para visualizar a norma vigente referente a taxa de expedição de cédula de identidade.

Não. Embora não exista qualquer obrigatoriedade legal de uso da certificação digital, a crescente informatização dos sistemas tornará praticamente inevitável o uso da certificação digital para os médicos.

O pedido deve ser feito no Conselho Regional de Medicina (CRM) onde o médico está inscrito. É possível acompanhar o andamento do pedido pela internet.

O CRM Digital vai facilitar o acesso ao certificado digital, colaborando para ampliação do uso dos prontuários eletrônico no Brasil. Com isso, vai promover maior segurança no atendimento e sigilo do paciente, melhorando e diminuindo os custos com a saúde.

Além disso, vai reforçar na área médica os efeitos da MP nº 2.200-2, de 24 de agosto de 2001, que, por meio das Autoridades Certificadoras, no âmbito da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil), dão à assinatura digital a mesma eficácia probatória da assinatura de punho, permitindo que todos os tipos de contratos sejam assinados digitalmente.

É um arquivo de computador que identifica uma pessoa física ou jurídica no mundo digital. Segundo o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), o certificado digital é um documento eletrônico que contém o nome, um número público exclusivo denominado “chave pública” e muitos outros dados que mostram quem somos para as pessoas e para os sistemas de informação. A chave pública serve para validar uma assinatura realizada em documentos eletrônicos.

  • Autenticidade (garantia da identidade de quem executou a transação).
  • Integridade (garantia de que o conteúdo da transação não foi alterado).
  • Confidencialidade entre as partes.
  • Não repúdio às transações efetuadas ou documentos assinados.

Garantir a comunicação segura entre dois sistemas e criptografar o acesso a diversos websites (por exemplo, clique no cadeado que aparece no navegador quando estiver acessando um internet banking).

É também muito utilizado para a assinatura eletrônica de documentos. São utilizadas diversas técnicas computacionais para garantir que o documento eletrônico assinado por um certificado digital seja totalmente seguro. Pode-se comparar o certificado digital à sua impressão digital, já que cada documento assinado possui um identificador único; e até mesmo uma pequena alteração no documento, como a simples inserção de um espaço em branco, invalida totalmente o documento, garantindo assim a sua integridade.

O documento eletrônico que possui assinatura digital tem garantia de autenticidade de origem e autoria, integridade de conteúdo e confidencialidade. A certificação digital é o equivalente eletrônico das carteiras de identidade e passaportes.

A tramitação de documento eletrônico oficial somente ocorrerá quando devidamente certificado por empresa integrante da infraestrutura governamental e classificado quanto ao seu nível de segurança.

Essa nova modalidade de documentos não exclui nem se sobrepõe aos documentos utilizados atualmente. São equivalentes e isonômicos. Isto é, o sistema de certificação eletrônica não introduz conceitos novos nas transações, apenas estabelece equivalência e isonomia legal entre os documentos produzidos e obtidos eletronicamente e os documentos firmados em papel, desde que certificados na ICP-Brasil.

Isto significa que as certificações realizadas por entidades certificadoras não vinculadas à ICP-Brasil poderão continuar sendo feitas. Nessa condição, ao certificar determinado documento, as entidades o atestam quanto à sua autenticidade e integridade, de modo semelhante a uma testemunha. Já no caso de uma entidade certificadora vinculada ao sistema ICP-Brasil, seus documentos gozarão de uma presunção de autenticidade derivada da lei.

  • Autenticar a identidade de quem assinou os dados, permitindo-se conhecer quem participou da transação, com a certeza de que não houve falsificação.
  • Autenticar a identidade de quem assinou os dados, permitindo-se conhecer quem participou da transação, com a certeza de que não houve falsificação.
  • Proteger a integridade dos dados, garantindo que a mensagem não foi alterada, acidental ou intencionalmente.
  • Permitir a prova ou demonstração, a qualquer tempo, de quem participou da transação (capacidade essa chamada de não repúdio), impedindo que alguém negue a assinatura ou o recebimento dos dados.
  • Concessão e restrição de acesso (garantia de impedimento de que pessoas não autorizadas acessem transações e serviços).
  • Assegurar o cumprimento de prazos processuais sem a necessidade de comprovação nos autos da via original do documento protocolado digitalmente, como ocorre quando o protocolo é feito via fax.

PIN e PUK: o CRM Digital possui 2 senhas de segurança, o PIN e o PUK. O Personal Identification Number (PIN) é a senha de utilização do cartão, que é alterada pelo médico no momento da validação; e o Personal Unlocking Key (PUK) é uma senha de emergência (utilizada apenas para desbloqueio do PIN). Caso esqueça o PIN e erre o número três vezes, a senha é bloqueada e só poderá ser desbloqueada com a utilização do PUK.

Com a ICP-Brasil, definiu-se a Autoridade Certificadora Raiz (AC Raiz), que é o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI). É de responsabilidade da AC Raiz emitir, expedir, distribuir, revogar e gerenciar os certificados das AC de primeiro nível.

Vinculadas à ICP-Brasil estão as Autoridades Certificadoras (AC), entidades públicas ou privadas que estabelecem previamente a identidade do futuro portador do certificado digital por meio dos documentos necessários e emitem o certificado.

Autoridade Registradora (AR) é a entidade vinculada a uma Autoridade Certificadora, tendo como competência identificar e cadastrar usuários de forma presencial e encaminhar as solicitações de certificados à respectiva AC.