Rede dos Conselhos de Medicina
SBP lança Filme Publicitário em Comemoração ao Dia do Pediatra Imprimir E-mail
Dom, 11 de Agosto de 2002 21:00
A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) lançou no Dia do Pediatra, 27 julho, um filme publicitário que faz parte da Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes e Violência na Infância e Adolescência promovida pela entidade. O objetivo da campanha é ampliar o conceito de violência - principalmente a doméstica – e mostrar que ela pode ser prevenida, além de alertar que para o fato de que as pessoas envolvidas podem e devem pedir ajuda. Para isto, podem recorrer às escolas, serviços de saúde, Conselhos Tutelares, Juizados da Infância e da Juventude, Delegacias em geral, Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente, Delegacias de Proteção à Mulher, entidades médicas e científicas, ONG’s, dentre outras entidades. " Embora a questão da violência seja bastante complexa, com raízes estruturais e agravantes, como as drogas, existem alternativas para esta situação lamentável, que passa pela busca da cidadania plena e da garantia de direitos”, afirma o presidente da SBP, Lincoln Freire. As chamadas "causas externas", ou seja, a violência e os acidentes, constituem um dos fatores mais importantes da mortalidade geral no Brasil e, segundo números do Ministério da Saúde, de 1999, na faixa etária que vai de 05 a 19 anos, ocupam o primeiro lugar (59%). Dentre estas, chamam atenção as "agressões", que com 7.162 casos registrados naquele ano, representam 40% do total. “A violência pode ser prevenida. Procure ajuda”, é o texto do filme, que foi elaborado a partir dos desenhos de crianças e adolescentes que participam do projeto da Vila Olímpica da Mangueira - escolhido pelo trabalho que é realizado com a comunidade, reconhecido mundialmente como exemplo de construção de cidadania (Prêmio Unicef 1998 de Melhor Programa Social de Países em Desenvolvimento). A fita, de 27 segundos - destinada à divulgação na televisão - tem narração do padrinho da Campanha, o ator Thiago Lacerda, foi dirigida por Luiz Leitão e produzida pela CaradeCão Filmes. O projeto contou ainda com trilha sonora do Estúdio Chorus e o apoio da Universo Paralelo para a gravação do off. Todos cederam voluntariamente seu tempo e trabalho.
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner