Objetivo é ampliar a formação de médicos especialistas para o SUS; inscrições para escolha das especialidades começam a partir de 16 de fevereiro

 

 Médicos de todo o Brasil interessados em fazer uma especialização podem realizar a sua formação de residência médica em hospitais públicos estaduais sob a administração do Seconci-SP (Serviço Social da Construção). Desde 1998, a entidade de responsabilidade social da construção paulista é qualificada como Organização Social de Saúde (OSS). O prazo para matrícula se inicia nnesta quinta-feira, 16 de fevereiro (ver cronograma abaixo).
 
No total, são 59 vagas dos Programas de Residência Médica para formação de especialistas, que estão distribuídas nas áreas de anestesiologia, cirurgia geral, cirurgia pediátrica, clínica médica, medicina intensiva pediátrica, neonatologia, ginecologia e obstetrícia, ortopedia e traumatologia, pediatria, radiologia/diagnóstico por imagem e urologia. Localizadas na capital paulista e na região metropolitana, as quatro instituições sob a administração do Seconci-SP são: Hospital Estadual Vila Alpina, Hospital Estadual Sapopemba, Hospital Geral de Itapecerica da Serra e o Hospital Regional de Cotia.
 
De acordo com Norma Araujo, superintendente do Iepac (Instituto de Ensino e Pesquisa Armênio Crestana), departamento do Seconci-SP responsável pela coordenação corporativa dos programas de residência médica, o objetivo do programa é integrar o ensino e a pesquisa em prol da assistência à saúde. “Atualmente, o Seconci-SP tem mais de cem médicos residentes em suas unidades. As nossas adesões ao programa da Secretaria de Estado da Saúde, em 2013, para ampliação do número de especialistas no Estado, assim como o alto nível de comprometimento das superintendências hospitalares e dos médicos supervisores e preceptores com esta formação, seguramente têm contribuído para o sucesso de nossa residência médica”, afirma.
 
A certificação dos hospitais cumpre as exigências referentes à estrutura hospitalar, corpo clínico e ambiente para ensino, exigências da Comissão Nacional de Residência Médica, do Ministério da Educação (MEC). Os quatro hospitais se destacam por reunir certificações de referência, como por exemplo a acreditação internacional do Hospital Geral de Itapecerica da Serra, concedida pela Joint Comissiona Internacional (JCI), e o selo do Canadiana Concilia no Health Services Accreditation (CCHSA) do Hospital Estadual Vila Alpina. Três dos quatro hospitais têm acreditação com Excelência (Nível 3) pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), sendo que o quarto tem nível pleno.
 
O Brasil conta com 432 mil médicos, uma proporção de 2,11 médicos por grupo de 1 mil habitantes. Destes, 22% atuam exclusivamente no setor público e atendem os 150,5 milhões de brasileiros que utilizam o Sistema Público de Saúde (SUS) (75% da população), segundo o estudo “Demografia Médica” (2015), realizado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo com apoio dos conselhos federal e paulista de medicina (CFM e Cremesp). Do outro lado, os beneficiários dos planos privados de saúde (50,5 milhões) contam 26,9% dos médicos que atuam unicamente no setor privado. Os outros 51,5% dos médicos atuam ao mesmo tempo nas áreas pública e privada.
 
Hoje o país conta com 59% dos médicos com diploma de especialista. “Um dos objetivos do Seconci-SP é ampliar a formação de médicos especialistas com elevada qualificação profissional para atuarem no Sistema Único de Saúde (SUS)”, afirma Sergio Porto, presidente da entidade. “Proporcionamos uma formação técnica e ética nos hospitais da rede pública que administramos, todos reconhecidos como unidades de excelência, e contribuímos para que se tornem centros de ensino renomados. A proposta é que os médicos se especializem em nossas unidades e possam continuar integrando a equipe assistencial”, completa.
 
UpToDate – Outra vantagem dos médicos que atuam nos hospitais administrados pelo Seconci-SP é o acesso à plataforma digital UpToDate, recurso de suporte a decisões médicas. A biblioteca digital reúne artigos, imagens e diversos textos proporcionando qualificação de atendimento ao paciente com excelente base científica.
 
Iepac – A coordenação corporativa dos programas de residência médica fica a cargo do Iepac (Instituto de Ensino e Pesquisa Armênio Crestana). O processo seletivo dos médicos e as chamadas para escolha de vagas são de responsabilidade da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, por meio de sua Coordenadoria de Recursos Humanos e da Fundação Carlos Chagas. Mais informações no link: http://www.concursosfcc.com.br/concursos/susrm115/index.html
 
Segue o cronograma de matrícula para Residência Médica no Seconci-SP 2017:

 

HOSPITAL ESTADUAL SAPOPEMBA | HESAP

Especialidades

Vagas 2017

Data e horário

Clínica Médica

3

21/02/2017 – 14h

Ginecologia e Obstetrícia

3

22/02/2017 – 9h

Ortopedia e Traumatologia

2

22/02/2017 – 14h

Total

8

 
     

HOSPITAL ESTADUAL VILA ALPINA | HEVA

Especialidades

Vagas 2017

Data e horário

Cirurgia Geral

10

20/02/2017 – 14h

Clínica Médica

4

21/02/2017 – 14h

Ginecologia e Obstetrícia

3

22/02/2017 – 9h

Radiologia e Diagnóstico por Imagem

3

17/02/2017 – 9h

Urologia

2

20/02/2017 – 9h

Total

22

 
     

HOSPITAL GERAL DE ITAPECERICA DA SERRA | HGIS

Especialidades

Vagas 2017

Data e horário

Anestesiologia

3

21/02/2017 – 9h

Cirurgia Geral

3

20/02/2017 – 14h

Cirurgia Pediátrica

1

16/02/2017 – 14h

Clínica Médica

2

21/02/2017 – 14h

Ginecologia e Obstetrícia

2

22/02/2017 – 9h

Medicina Intensiva Pediátrica

1

16/02/2017 – 14h

Neonatologia

1

16/02/2017 – 14h

Ortopedia e Traumatologia

2

22/02/2017 – 14h

Pediatria

2

16/02/2017 – 14h

Total

17

 
     

 HOSPITAL REGIONAL DE COTIA|HRC

Especialidades

Vagas 2017

Data e horário

Anestesiologia

2

21/02/2017 – 9h

Cirurgia Geral

3

20/02/2017 – 14h

Clínica Médica

2

21/02/2017 – 14h

Ginecologia e Obstetrícia

1

22/02/2017 – 9h

Ortopedia e Traumatologia

2

22/02/2017 – 14h

Pediatria

2

16/02/2017 – 14h

Total

12

 

 

Fonte: Seconci-SP

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.