Até esta terça-feira (20), acontece em São Paulo a XVII Semana Brasileira do Aparelho Digestivo e XXXVI Semana Panamericana de Las Enfermedades Digestivas (SPED), que reúne mais de 6 mil especialistas quando o assunto é saúde e tratamentos do aparelho digestivo como um todo.

 
O evento é uma realização conjunta entre as entidades brasileiras Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), a Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED), Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva (CBCD), e; além das entidades panamericanas Organización Panamericana de Gastroenterologia (OPGE) e Sociedade Interamericana de Endoscopis Digestiva (SIED).
 
O encontro tem como objetivo debater aspectos referentes a temas clínicos, procedimentos e avanços tecnológicos na área da gastroenterologia, endoscopia digestiva e na cirurgia do aparelho digestivo de interesse da população e especialidades envolvidas
 
Entre os principais temas abordados na programação científica estão os melhores métodos de prevenção do câncer colorretal, diagnóstico e tratamento de hemorragia digestiva, gastrite, úlceras, cirurgia bariátrica, endoscopia e colonoscopia.
 
Confira alguns temas em destaque da programação:
 
Gastroenterologia no Idoso

Com uma gama abrangente de assuntos e presença de especialistas de grande magnitude, a atividade irá discutir temas como o esôfago, estômago e duodeno do idoso, disfagia orofaringe e disfagia esofageana, entre outros.
 
Refluxo atinge mais da metade dos brasileiros (51%), aponta estudo

Pesquisa realizada pela Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), uma das entidades realizadoras do evento, destaca o grande impacto do refluxo na qualidade de vida da população.
 
Dificuldades de acesso a medicamentos para retocolite ulcerativa

Durante simpósio a ser realizado no dia 19, a diretoria do Grupo de Estudos da Doença Inflamatória Intestinal no Brasil (Gediib), com mesa conduzida pela presidente, a gastroenterologista Cyrla Zaltman, especialistas discutirão além de questões clínicas, as dificuldades de acesso ao medicamento de alto padrão na rede pública para controle da retocolite ulcerativa, doença que atinge o intestino grosso e não tem cura. Estima-se que 70 mil novos casos são identificados a cada ano.
 
Detalhes sobre a endoscopia pediátrica

O exame endoscópico é utilizado para o diagnóstico e tratamento de diversas doenças que atingem adultos e crianças. Visando a melhoria na saúde do público infantil, esse procedimento pode ser prescrito como exames de rotina, além de situações de urgência e emergência – nestes casos, são indicados principalmente quando há ingestão acidental de corpos estranhos, moedas, baterias e pedaços de brinquedos, por exemplo, ou de produtos que contenham substâncias lesivas, como a soda cáustica, e para episódios de sangramento digestivo.

Para tirar dúvidas frequentes a respeito deste procedimento, a Dra. Silvia Regina Cardoso, presidente do Núcleo de Pediatria da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED), fala um pouco sobre sua recomendação. “A endoscopia digestiva alta pode ser realizada em todas as idades, inclusive em recém-nascidos e crianças com baixo peso. Os equipamentos utilizados são geralmente os mesmos utilizados para pacientes adultos”, explica ao ressaltar que diferentemente dos adultos, o exame é normalmente realizado sob anestesia geral de curta duração, e o paciente tem alta em poucas horas após o procedimento.  
 
Confira a programação completa em www.sbad2018.com.br/
 
Sobre a SBAD e a SPED 2018 – O maior evento da Gastroenterologia, não só do Brasil, mas da América Latina acontecerá na cidade de São Paulo, de 17 a 20 de novembro de 2018, a XVII Semana Brasileira do Aparelho Digestivo (SBAD 2018) em conjunto com a Semana Pan-americana de Enfermidades Digestivas (SPED 2018).

Os dois congressos serão promovidos pelas três sociedades nacionais: a Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), a Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED) e o Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva (CBCD) e pelas duas pan-americanas: a Organização Pan-americana Gastroenterologia (OPGE) e a Sociedade Interamericana de Endoscopia Digestiva (SIED). Os participantes terão acesso aos dois congressos simultaneamente, a SBAD e a SPED, porém com certificados distintos e com custo único.

 

Fonte: FBG, SBAD e SPED.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.