Associação reúne experts em saúde mental para ministrar curso gratuito voltado a profissionais da atenção básica e serviços de urgência médica

 
Cumprindo o compromisso de ir além do Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio, a Associação de Psiquiatria do Rio Grande do Sul (APRS) já planeja novas ações. Entre elas, um conjunto de capacitações gratuitas que têm como norte o tema “Ajudando pessoas com comportamento suicida e autolesivo”.

Voltados a profissionais de saúde de todo o Estado, principalmente da atenção básica e serviços de urgência médica, os cursos, divididos em quatro subtemas, ocorrem nos dias 6 e 13, 20 e 27 de outubro. As aulas serão presenciais, com possibilidade de acesso via Ensino a Distância (EAD). A ação é organizada pelo Comitê de Prevenção do Suicídio da APRS, cuja atuação é permanente. As atividades pretendem disseminar informações que ajudem a fazer o primeiro atendimento adequado e a diminuir os tristes índices do gesto de autodestruição.

O mal leva um brasileiro à morte a cada 45 minutos, sendo registrados seis suicídios a cada 100 mil habitantes. Nessa amarga estatística, o Rio Grande do Sul aparece com a maior taxa, atingindo 10,4 mortes a cada 100 mil habitantes. Há cidades gaúchas que superam 50 óbitos a cada 100 mil habitantes, superando a maior taxa mundial, da Guiana, de 44,2/100 mil habitantes. O Vale do Taquari, Vale do Rio Pardo e Vale do Jacuí concentram as maiores taxas de suicídio. Três gaúchos morrem a cada dia desta que parece ser uma doença invisível.

O coordenador do Comitê de Prevenção do Suicídio, Dr. Rafael Moreno, afirma que o mal pode ser evitável se a doença mental é diagnosticada e tratada há tempo, algo que pode acontecer nas unidades de saúde e emergências médicas.

O presidente da APRS, o médico psiquiatra Flávio Milman Shansis, afirma que a capacitação é uma das agendas positivas da associação para tratar do suicídio, reunindo experts no tema para disseminar conhecimento a todo o Estado. “É uma oportunidade única. Vamos falar de forma continuada de um assunto sério e doloroso no âmbito institucional porque temos interesse e condições de mudar essa realidade”, aponta.
 
Saiba mais:
 
Capacitação “Ajudando pessoas com comportamento suicida e autolesivo”

Público alvo: Profissionais da saúde, com destaque para aqueles que atuam com atenção básica e serviços de emergência

Local: AMRIGS – Av. Ipiranga, 5311, sala 202, Partenon
 
Tema 1: Conceitualização, Epidemiologia e Fatores de Risco e Proteção
Facilitadores: Rafael Moreno e Berenice Rheinheimer, médicos psiquiatras
Data: 06 de outubro, quinta-feira
Horário: 20h às 22h
Local: Sala 22 da AMRIGS (capacidade 70 pessoas)
Inscrição: https://goo.gl/HLFzJc
 
Tema 2: Avaliação de Risco para o Suicídio
Facilitador: Jair Segal, médico psiquiatra
Data: 13 de outubro, quinta-feira
Horário: 20h às 22h
Local: Sala 22 da AMRIGS (capacidade 70 pessoas)
Inscrição: https://goo.gl/STBISA
 
Tema 3: Tratamento do paciente em Risco para o Suicídio
Facilitadores: Rafael Moreno e Leandro Pizutti, médicos psiquiatras

Data: 20 de outubro, quinta-feira
Horário: 20h às 22h
Local: Sala 24 da AMRIGS (capacidade 35 pessoas)
Inscrição: https://goo.gl/MVGnnq
 
Tema 4: Prevenção do Suicídio
Facilitadores: Fernanda Baeza, médica psiquiatra, e Liziane Heberle, representante do Centro de Valorização da Vida (CVV)

Data: 27 de outubro, quinta-feira
Local: Sala 22 da AMRIGS (capacidade 70 pessoas)
Horário: 20h às 22h
Inscrição: https://goo.gl/Y8VHXg
 
Outras informações: telefones (51) 3024.4846 / 8116.5896 / 8193.7387 ou e-mail aprs@aprs.org.br.
 
Ao longo do ano, irão ocorrer novas atividades.

 

Fonte: APRS

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.