General Túlio, Paulo Skaf, Andrucha Waddington e Titina Medeiros gravam depoimentos em homenagem aos médicos; confira declarações de outras personalidades em www.facebook.com/conselhofederaldemedicina

 

O que têm em comum uma atriz de uma novela das nove da TV Globo, um policial federal, um medalhista olímpico, um popstar sertanejo e uma liderança do segmento do agronegócio? Apesar de serem de áreas diferentes, todos participaram de uma campanha em homenagem aos 430 mil médicos brasileiros pelo seu Dia, comemorado em 18 de outubro.

Para estas personalidades e lideranças em suas áreas de atuação, foi uma oportunidade de agradecer e ressaltar, publicamente, o trabalho realizado pelos profissionais da medicina. A partir de 18 de outubro e até o final do mês, o Conselho Federal de Medicina (CFM) publicará todos esses depoimentos em sua página oficial no Facebook. Acompanhe em www.facebook.com/conselhofederaldemedicina

 

Uma dessas personalidades foi o ator Tony Ramos. Simpático e atencioso, ao telefone, disse que conhece muito bem a rotina desses profissionais. Afinal, ele é pai de um – Rodrigo Barbosa. Confira mais na notícia “Quem dá receita é médico”, afirma Tony Ramos.

“O médico é de suma importância para quem pratica esporte de alto rendimento. Além de medidas para prevenção de lesões, ele é de extrema importância na hora em que você mais precisa”, relata o judoca medalhista dos Jogos Olímpicos Rio 2016, Rafael Silva, conhecido pelo público como “Baby”. Ele atribui o seu sucesso na competição, em parte, ao apoio recebido pelos seus médicos.

O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, classifica a Medicina como uma “profissão tão nobre nesse país que vem preservando e monitorando a vida do brasileiro”. Para ele, a atuação desses profissionais é fundamental para manter a saúde e o bem-estar dos trabalhadores do campo.

Um dos depoimentos mais emocionantes foi o da atriz Titina Medeiros, da novela “A Lei do Amor”, que gravou uma mensagem destacando os médicos que fizeram parte de sua trajetória e de sua família. Revela que foi graças aos médicos que conseguiu diagnosticar e tratar uma tuberculose na sua juventude, mantendo-a viva para desfrutar o sucesso atual.

Há também mensagem bem-humoradas, como a do cantor Zezé di Camargo, que em 24 segundos saúda os profissionais e emenda um “Parabéns pra você” para a categoria. Outros nomes que aceitaram o convite para fazer essa homenagem foram Arnaldo Hossepian, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Ambos reconheceram o papel central que o médico exerce no funcionamento do modelo de atendimento no País.

Também deixou recado para os médicos brasileiros o diretor de cinema Andrucha Waddington, que em 17 de novembro estreia um novo filme (Sob Pressão), que mostra a dura rotina que esses profissionais enfrentam nas emergências dos prontos-socorros cariocas.

Além deles, foram enviadas mensagens de Edson Rogatti, presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de SP (Fehosp) e Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (CMB); Estevão Damázio, âncora da CBN; general Túlio Fonseca Chebli, Diretor de Saúde do Exército; Luís Antônio de Araújo Boudens, presidente Federação Nacional dos Policiais Federais (FENAPEF); Luiz Aramicy Bezerra Pinto, presidente Federação Brasileira de Hospitais (FBH); Nelson Arns Neumann, coordenador da Pastoral da Criança Internacional; Orlando Morais, cantor e compositor; Sidney Rezende, jornalista; e Silvânia Costa, medalhista paralímpica.

Silvânia, que entrou na história do esporte paralímpico brasileiro este ano ao conquistar a medalha de ouro no salto em distância T11, para deficientes visuais, disse que os médicos do Brasil “tão pouco aparecem, mas têm feito um grande trabalho, acompanhando a nossa trajetória, ao nosso lado a todo o momento, dando possível atendimento e [proporcionando] melhor performance e qualidade de vida”.

O presidente do CFM, Carlos Vital, agradeceu as mensagens enviadas. “É uma prova do grande reconhecimento que a categoria médica mantém junto à sociedade, apesar de todas as dificuldades que enfrenta para o bom exercício de sua missão”. Já o conselheiro Hermann von Tiesenhausen, 1º secretário do Conselho, entende que as mensagens – feitas de forma voluntária – são uma pequena mostra do reconhecimento externo que os médicos brasileiros tanto anseiam receber. “É gratificante ver e ouvir esses depoimentos que valorizam um trabalho que, às vezes, parece invisível”, pontuou.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.