reuniaopsmguama crmpa
 
Após reunião no Conselho Regional de Medicina do Estado do Pará (CRM-PA), na sexta-feira (2), os médicos plantonistas do Hospital Pronto Socorro Municipal Humberto Maradei Pereira, mais conhecido como PSM do Guamá, decidiram voltar ao trabalho. A reunião entre os médicos e o secretário municipal de saúde, Sérgio Figueiredo, foi intermediada pelo presidente do CRM-PA, Paulo Sérgio Guzzo.

Os médicos decidiram retornar ao trabalho depois que o diretor geral do hospital entregou o cargo. Assumiu interinamente o diretor de Urgência e Emergência da Sesma, Iverson Carvalho. Foram oito dias sem atendimento no hospital depois que 60 médicos entregaram as escalas de plantão.
O estopim para a paralisação foi a demissão do quarto clínico geral da escala, fazendo com que o atendimento à população fosse prejudicado.
Ficou decidido na reunião que nenhum médico sofrerá retaliação e a equipe será mantida com a volta do quarto clínico geral, que havia sido demitido na semana passada.

Outra decisão foi a eleição para diretor clínico, assim como a indicação do diretor técnico do PSM do Guamá. Na ocasião, o presidente do CRM-PA entregou ao secretário a Resolução 2147/2016, do Conselho Federal de Medicina, que estabelece normas sobre a responsabilidade, atribuições e direitos de diretores técnicos, diretores clínicos e chefias de serviço em ambientes médicos.

“A reunião foi proveitosa e chegamos a um acordo. Isso que queríamos. O CRM não é somente um órgão judicante e fiscalizador. O Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Medicina são os órgãos supervisores da ética profissional em toda a República e, ao mesmo tempo, julgadores e disciplinadores da classe médica, cabendo-lhes zelar e trabalhar por todos os meios ao seu alcance, pelo perfeito desempenho ético da medicina e pelo prestigio e bom conceito da profissão e dos que a exerçam legalmente.”, afirmou o presidente do CRM-PA, Paulo Guzzo.

 

Fonte: CRM-PA

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.