Começa nesta quinta-feira (25/julho), no InRad da Universidade de São Paulo (USP), a sétima edição do Congresso Brasileiro de Humanidades Médicas. Realizado desde 2010 pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), o evento reúne médicos de diversas especialidades, professores, acadêmicos e profissionais de áreas afins interessados no conhecimento humanístico voltado para a prática médica e da saúde.
 
 
Com o tema central: “Medicina: humanidades e tecnociência – desafios na formação e prática”, a programação segue até a sexta-feira (26) e traz debates sobre o modo humanístico de ensinar a medicina através da literatura, cinema, poesia, música e teatro. A expectativa dos organizadores é atrair o interesse não só dos profissionais de saúde, mas de toda a comunidade docente e discente.
 
Para o coordenador da Comissão de Humanidades Médicas do Conselho, Henrique Batista, os tempos contemporâneos exigem uma formação mais ampla dos médicos, tornando-os aptos a entenderem os pacientes e a sociedade em sua integralidade. “Áreas como antropologia, música, cinema, filosofia, literatura e tantas outras têm muito a nos oferecer. São campos do conhecimento que valorizam o potencial humano e podem contribuir para o aperfeiçoamento do agir do médico, desde sua formação até o fim de sua vida profissional. Por outro lado, esse acumulo de visões traz impacto positivo na relação com o paciente, desde seu nascimento até o a fase da terminalidade da vida”.
 
Debates – Estão previstas nos dois dias de atividades a participação de renomados especialistas brasileiros. O encontro trará logo em sua abertura da conferência “O médico reencontrando sua identidade”, com o conferencista e membro da Comissão de Humanidades Médicas do CFM, Aníbal Gil Lopes. Na mesma manhã, a sétima edição do congressoabre espaço para debates sobre a situação atual e experiências do ensino de humanidades.
 
Na sexta-feira, a programação destaca a conferência “A medicina como arte e ciência do cuidado integral”, organizada pelo professor e membro da Comissão de Humanidades Médicas do CFM, Péricles Vasconcelos Brandão de Almeida. O dia estará também reservado para debates sobre as expectativas dos estudantes em relação ao futuro profissional na era digital.
 
Os participantes ainda terão oportunidade de participar de oficinas simultâneas sobre: o envelhecer; a arte, a morte e o morrer; espiritualidade; comunicação; cinema; música e literatura.
 
Apresentações – Uma novidade vigente é a possibilidade de apresentação de trabalhos com relatos de experiência e estudos qualitativos. Este ano, foram selecionados 42 artigos que abordam diversos temas relativos a humanidades, como cuidados paliativos, espiritualidade, literatura, arte e saúde.
 
Também foram selecionados 20 trabalhos para exposição de banner/pôster que ficarão em exposição durante o evento entre 11h e 15h.
 
Todas as vagas para o VII Congresso Brasileiro de Humanidades Médicas já foram preenchidas, mas o evento poderá ser acompanhado online pelo canal oficial do CFM no Youtube.
 
 
SERVIÇO:
VII Congresso Brasileiro de Humanidades Médicas
Data: 25 e 26 de julho
Local: InRad – Universidade de São Paulo (USP). Cerqueira César – São Paulo (SP)
Inscrições esgotadas
Informações: (61) 3445-5902 / 3445-5975
 
 
 

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.