cremers canoasO presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do sul (Cremers), Fernando Weber Matos, e o promotor Marcelo Dossena Lopes dos Santos, reunidos na quarta-feira (17), na Promotoria de Justiça de Canoas, decidiram por uma atuação conjunta para resolver os problemas que assolam o Hospital de Pronto Socorro de Canoas. Serão tomadas medidas, também, em relação ao Hospital Universitário do município, em especial na área de obstetrícia e neonatal.

– Nas fiscalizações que fizemos recentemente no Pronto Socorro e no Universitário constatamos um grande número de problemas. Vamos atuar ao lado do Ministério Público para enfrentar essa crise que atinge a população e prejudica a atividade médica -, comentou o presidente do Cremers.

As duas unidades de saúde enfrentam sérias dificuldades para atendimento à população e para o exercício da medicina. Entre outros problemas, há escassez de medicamentos e de insumos básicos. A gestão do HPS de Canoas e do HU é feita por uma empresa contratada pela Prefeitura local, a Grupo de Apoio a Medicina Preventiva e à Saúde Pública (Gamp).

 

Fonte: Cremers

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.