O Conselho da Nova Zelândia (Medical Council of New Zealand) alerta aos médicos que ofertas de emprego no Hospital St. Vicent Ranui são, na verdade, uma fraude. O CEO da entidade, Philip Pigou, informou que o referido hospital não existe e que, portanto, não há qualquer oportunidade de emprego disponível na instituição que seria em Wellington.

O aviso foi encaminhado à IAMRA, associação internacional de autoridades em regulação médica da qual o Conselho Federal de Medicina (CFM) é membro e o golpe se daria através da internet com cobranças de taxas e quitação de supostos custos.

Tentando legitimar a fraude, os criminosos estariam utilizando o nome de David Kember, advogado neozelandês que não tem participação no esquema. Segundo Valencia van Dyk, gerente geral do conselho da Nova Zelândia, o serviço de imigração do país foi alertado e há registro de que médicos da Índia e dos Emirados Árabes tenham sido enganados.

Médicos estrangeiros que queiram obter mais informações sobre a fraude devem entrar em contato com Valencia van Dyk através do email vvandyk@mcnz.org.nz

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.