O Dia Internacional de Combate ao Câncer de Mama (19 de outubro), neste ano, foi marcado também por uma força tarefa de fiscalização a serviços de oncologia. A ação é fruto de uma parceira da Defensoria Pública da União (DPU) com os Conselhos Federal e Regionais de Medicina (CFM/CRMs), Federação Nacional dos Médicos (Fenam), Sindicatos dos Médicos e Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama).

Aderindo à iniciativa, os Conselhos Regionais de Medicina do Maranhão e do Paraná, por exemplo, apresentaram relatórios completos de fiscalização com a identificação de cancerologistas clínicos e cirúrgicos, taxa de ocupação dos serviços de quimioterapia, além de levantamento do número de atendimentos em mastologia e número de cirurgias realizadas em determinados hospitais.

A força tarefa é a primeira etapa de uma proposta da DPU que visa identificar o cenário do serviço oncológico no Brasil para, através de parcerias, concretizar recomendações que impliquem na efetiva aplicação das políticas públicas, que devem garantir o direito dos cidadãos à saúde.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.