A MP 890/2019 voltou a ser assunto nesta quarta-feira (23) na Câmara dos Deputados. Durante pronunciamento no plenário, o deputado Professor Israel (PV-DF) defendeu veementemente o texto original da MP, alertando para os riscos que as emendas apresentam.

O deputado apresentou vários dados sobre a quantidade de médicos no País, afirmou que o Brasil é um dos que mais têm faculdade de medicina por habitante no mundo e que não falta médico.

“O Estado deveria ser eficiente para prover as condições necessárias para os médicos trabalharem no interior do Brasil. As emendas propostas à MP vão deteriorar o ensino médico, proliferar cursos precários e flexibilizar o Revalida, o que é uma agressão aos médicos e à população brasileira”.

Assim como o Conselho Federal de Medicina vem se manifestando contra as emendas à MP 890, o parlamentar disse não às alterações na proposição. Israel qualificou a medida provisória com as emendas como a “farra da medicina no Brasil”.

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.