O Conselho Federal de Medicina (CFM) reitera alerta junto aos médicos e à sociedade com relação à ação de uma quadrilha que já causou prejuízos em vários estados do país. De acordo com os relatos encaminhados à entidade, um golpista faz uma ligação telefônica e se apresenta usando o nome do presidente do CFM, Carlos Vital.
 
Durante a abordagem, o criminoso, que se apresenta como o presidente do CFM, diz que está de passagem pela região e enfrenta problemas com o carro. Para pagar o mecânico, precisa de um depósito em conta corrente por não estar conseguindo fazer contato com a família e com o Conselho de Medicina. Há casos recentes desse tipo de golpe registrados na Paraíba e em outros estados.
 
Diante do risco, o CFM desautoriza qualquer pedido de ajuda (logística ou financeira) feita em nome da entidade ou de seu presidente, diretores e conselheiros. Os médicos também devem ter cautela com ligações do mesmo tipo, com pedidos atribuídos a outras entidades médicas.
 
O CFM orienta a todos que sofrerem este tipo de abordagem a procurar a polícia para a tomada de providências. A entidade também pede que este alerta seja divulgado entre colegas de profissão, estabelecimentos de saúde e entidades médicas como forma de prevenir futuros prejuízos.
Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.