O médico intensivista Andrei Leonardo Freitas de Oliveira assumiu oficialmente a presidência do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero). O evento, que contou com a presença de autoridades, amigos e familiares da nova diretoria, aconteceu na noite da última quinta-feira (09) no auditório do Conselho em Porto Velho. O médico, que antes exercia o cargo de vice-presidente, é o terceiro presidente da gestão eleita para o quinquênio 2013/2018.
 
Cerca de cem pessoas participaram da cerimônia. Emocionado, o ex-presidente do Conselho, Cleiton Bach que exerceu a presidência até janeiro de 2017, lembrou de grandes conquistas, como o projeto de Educação Médica Continuada, o então Festival de Cultura do Cremero, implementado na sua gestão, e da aproximação com o Conselho Federal de Medicina (CFM), entre outras realizações.
 
“Deixo a presidência com a sensação de dever cumprido. Sei que poderíamos ter feito muito mais, mas estou orgulhoso do que construímos aqui. “Isaac Newton disse uma vez: Se vi mais longe, foi por estar sobre ombros de gigantes. Nesta gestão, o que fizemos foi sobre ombros de gigantes conselheiros que se dedicaram tanto quanto eu”, destacou.
 
Quem também compôs mesa e teve a oportunidade de falar aos presentes foi o conselheiro federal e tesoureiro do CFM, José Hiran Gallo que além de falar sobre a importância da aproximação do Conselho Federal de Medicina com os Conselhos Regionais, defendeu veemente a classe médica. “Juntos construiremos nossos caminhos, passo a passo, com o único objetivo de oferecer ao brasileiro e ao rondoniense a saúde e a medicina que tanto merecem. Jamais vamos permitir qualquer tipo de agressão ou achaque à classe médica” salientou o conselheiro federal.
 
O novo presidente ficará à frente da instituição por um período de cerca de 20 meses. Ao relembrar e agradecer a todos que de alguma forma, contribuíram no processo desta conquista, em especial, aos amigos e familiares, Andrei Leonardo Freitas de Oliveira já deu indícios de como conduzirá o Cremero nesses próximos dias. “O planejamento estratégico de nossa gestão terá como ponto de partida a continuidade do trabalho eficiente desenvolvido nas gestões anteriores, conforme as diretrizes preconizadas pelo Conselho Federal. Recebo esta tarefa com grande honra e consciência da responsabilidade que o cargo exige. O coração do Cremero baterá no ritmo da classe médica” finalizou.
 
O presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Carlos Vital, veio a Porto Velho para participar da posse. Ao falar da satisfação de voltar ao estado, o presidente falou do amor que os médicos devem ter pela Medicina. “A Medicina, além de ciência, é uma arte a serviço da saúde. Disso depende o bem estar físico, mental e social do indivíduo. Nesse sentido, o CFM e CRMs em seu conjunto, constituindo uma autarquia federal, desenvolve esforços em vários âmbitos da atividade médica, fiscalizando-os, normatizando-os e muitas vezes, sendo obrigados a fazer julgamentos, a exercer o papel de uma instância judicante de caráter administrativo para disciplinar esse ético desempenho profissional da prática médica na República. Não é uma tarefa fácil, mas nosso país possui um número suficiente de médicos para assumir essa prática, para a melhoria das condições de vida e saúde da sociedade.
 
Carlos Vital fez ainda questão de ressaltar importantes apontamentos que servirão de base para efetivar essa melhora. “Sabemos hoje que a Educação Médica Continuada é importante, mas temos que pensar também em competência continuada. Não basta estar educado de maneira contínua, é preciso além de educação, exercer na prática a competência. São coisas não necessariamente iguais e uma depende da outra. A competência continuada também precisa ser alvo do zelo e cuidado dos conselhos de Medicina”. O presidente do CFM finalizou o seu discurso agradecendo a oportunidade e desejando uma boa gestão ao novo presidente e diretoria do Cremero.
 
Na solenidade, também foram empossados os outros membros da nova diretoria: Spencer Vaiciunas assumiu a vice-presidência; na primeira-secretaria, ficou Robinson Cardoso Machado Yaluzan; Sérgio Cardoso Gomes Ferreira passou a ocupar a segunda-secretária. A tesouraria ficará sob a responsabilidade de João Paulo Cuadal Soares (como primeiro tesoureiro) e Leonardo Moreira Pinto (segundo tesoureiro). Os dois ex-presidentes desta gestão (2013/2018) assumem a corregedoria: Cleiton Bach e Dr. Rodrigo Almeida de Souza, como primeiro e segundo corregedor, respectivamente. Dra. Soraya Filla assume como Diretora do Departamento de Fiscalização.
 
Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.