foruminfectologia2018

 

O Conselho Federal de Medicina (CFM) promoverá no próximo dia 10 de maio, na sede da entidade, em Brasília, o I Fórum de Infectologia da entidade, que vai debater a situação das doenças infecciosas no país. “Há uma perda de controle dessas enfermidades. Todos os indicativos demonstram que há uma piora nos números: a incidência da sífilis não para de crescer, assim como da AIDS entre os que têm 16 a 20 anos, além de números alarmantes nos casos de malária, febre amarela, tuberculose, lepra, dengue, zika e chicungunya”, adverte o coordenador da Câmara Técnica de Infectologia, Emmanuel Fortes.

Fortes acredita que o Fórum vai atrair um grande número de participantes, já que será a primeira atividade organizada pela Câmara Técnica de Infectologia, criada recentemente. “Há uma expectativa muito grande por esse debate, até porque o objetivo é que ao final do Fórum devem ser apresentadas propostas para o desenvolvimento de estratégias a serem defendidas pelo CFM perante as autoridades constituídas”, afirmou.

Programação – O I Fórum de Infectologia vai começar com a palestra “Panorama das doenças, epidemiologias e ações para seu controle”, a ser proferida pela coordenadora geral do Programa Nacional de Controle da Tuberculose do Ministério da Saúde, Denise Arakaki. Em seguida, será realizada a meda redonda “Estado atual da saúde pública no Brasil e das ações para o enfrentamento desses agravos”. Os palestrantes serão a diretora do Departamento de Gestão da Vigilância em Saúde (DEGEVS) do Ministério da Saúde, Sônia Brito, que falará sobre a “Organização normativa e estrutural do Sistema Único de Saúde (SUS)”; o presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Ronald Ferreira dos Santos, responsável pelo tema “O papel dos conselhos de saúde no enfrentamento desses agravos”; o ex-diretor de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde Cláudio Maierovich Pessanha Henriques, que falará sobre uma “Visão Crítica ou histórica do enfrentamento das doenças negligenciadas”.

No horário da tarde, a mesa redonda “Riscos e desafios para a saúde pública brasileira” será dividida nos seguintes temas: “Riscos e desafios para a saúde pública e os reflexos sobre o enfrentamento das doenças negligenciadas”, que terá como palestrante o professor da Universidade Estadual de Campinas e presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva, Gastão Wagner de Sousa Campos; e “Como está e como assegurar a formação médica de qualidade para o enfrentamento das doenças negligenciadas no Brasil”, cuja palestra será dada pelo conselheiro federal Henrique Batista e Silva. Ao final do I Fórum será feita uma apresentação das perspectivas da Câmara Técnica de Infectologia do CFM.

As inscrições no encontro podem ser realizadas por meio do site Eventos CFM. Clique aqui para se inscrever no I Fórum de Infectologia do CFM.

 

 I Fórum de Infectologia do Conselho Federal de Medicina

 

PROGRAMAÇÃO PRELIMINAR

 
08h00 Credenciamento
 
08h30 Abertura
 
 
                  Emmanuel Fortes Silveira Cavalcanti – Coordenador da Câmara Técnica de Infectologia do CFM
 
                 Sinval Pinto Brandão Filho – Presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical
 
                 Jose David Urbaez Brito – 1º Secretário da Sociedade Brasileira de Infectologia
 
                 
09h00 – 9h30 – Palestra: Panorama das doenças, epidemiologia e ações para seu controle
 
Presidente: Emmanuel Fortes Silveira Cavalcanti – Coordenador da Câmara Técnica de Infectologia do CFM
 
Moderador: Fernando de Araújo Pedrosa – Membro da Câmara Técnica de Infectologia do CFM
 
Palestrante: Renato Vieira Alves – Coordenador-Geral do Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis-DEVIT/Ministério da Saúde
 
 
 09h30-10h00- Debates
 
 
10h00 – 12h00 – Mesa Redonda: Estado atual da saúde pública no Brasil e das ações para o enfrentamento desses agravos
 
Presidente: Marcos Vinicius da Silva – Membro da Câmara Técnica de Infectologia do CFM
 
Moderador: 
Jose David Urbaez Brito – Membro da Câmara Técnica de Infectologia do CFM
 
10h00-10h30 Organização normativa e estrutural do Sistema Único de Saúde
 
Palestrante:  (aguardando inscrição) 
 
 
10h30-11h00 Papel dos Conselhos de Saúde no enfrentamento destes agravos
 
Palestrante: Ronald Ferreira dos Santos Presidente do Conselho Nacional de Saúde
 
11h00-11h30  – Visão crítica ou histórica do enfrentamento das Doenças Neglicenciadas
 
Palestrante: Cláudio Maierovich Pessanha HenriquesEx-diretor de Vigilância em Saúde – SVS/Ministério da Saúde
 
11h30-12h00 – Debates
 
12h00 – 13h30 – Intervalo
 
 
 13h30-16h00 Mesa Redonda: Riscos e desafios para a saúde pública brasileira
 
Presidente: Celso Tavares – Membro da Câmara Técnica de Infectologia do CFM
 
Moderador: Dirceu Bartolomeu GrecoMembro das Câmara Técnicas de Infectologia e Bioética do CFM
 
 13h30–14h00 Riscos e desafios para a saúde pública brasileira e os reflexos sobre o enfrentamento das doenças negligenciadas
 
Palestrante: Gastão Wagner de Sousa Campos – Universidade Estadual de Campinas
 
  14h00–14h30 Como está e como assegurar formação médica de qualidade para o enfrentamento das doenças negligenciadas no Brasil?
 
Palestrante: Henrique Batista e Silva – Conselheiro Federal de Medicina
 
14h30–15h30 Debates
 
 15h30–16h00 Apresentação das Perspectivas da Câmara Técnica de Infectologia   do CFM
 
16h15 – Encerramento

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.