O Conselho Federal de Medicina (CFM) encaminhou na quarta-feira (21) ofício ao ministro de Estado da Saúde, Gilberto Occhi, solicitando que sejam revistos os prazos do Edital nº 18 do Programa Mais Médicos que disponibiliza cerca de 8,5 mil vagas.

 

CLIQUE AQUI E ACESSE A ÍNTEGRA DO DOCUMENTO ENCAMINHADO AO MINISTRO DA SAÚDE.

 

No documento, o CFM destaca a instabilidade da plataforma denunciada no primeiro dia de funcionamento por dezenas de profissionais e avalia como exíguo o prazo para os médicos brasileiros se inscrevem no Programa. Para a entidade, o período previsto no edital é curto e desproporcional diante das decisões que devem ser tomadas pelo médico, “o qual merece ter tempo para avaliar diferentes aspectos (pessoais, profissionais, técnicos) relacionados ao assunto”.

Junto ao documento, o CFM também enviou um levantamento com informações sobre a demografia médica brasileira, o qual permite verificar o considerável volume de profissionais com CRM em condições de contribuir com o Mais Médicos, além de considerações sobre a distribuição dos cooperados.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.