Padre Leo Pessini colaborou na elaboração do Código de Ética Médica
O Conselho Federal de Medicina (CFM) informa o falecimento do padre camiliano e especialista em bioética Leocir Pessini (64 anos), que foi um dos grandes colaboradores na elaboração do Código de Ética Médica atualizado em 2009. Em nome dos 474 mil médicos brasileiros, o CFM presta homenagens ao padre e apresenta condolências à família e amigos.


Superior-geral da Ordem dos Ministros dos Enfermos (Camilianos), Leo Pessini era um grande pensador sobre a terminalidade da vida e defensor da ética do cuidado e da proteção. Referencial da bioética no Brasil, escreveu a trilogia: “Distanásia: até quando investir sem agredir” (Loyola, 2a.ed., 2007), “Eutanásia: por que abreviar a vida” (Loyola, 2005) e “Humanização e cuidados paliativos” (Coord., 6a.ed., 2014). Para uma visão geral da bioética, escreveu ainda “Problemas atuais de bioética” (Ed. Loyola, 11a.ed., 2014).

O padre da ordem camiliana inspirava as comunidades médica e religiosa a refletir sobre questões como a obstinação terapêutica, cuidados paliativos e respeito à dignidade do ser humano vulnerabilizado pela doença e pela dor.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.