O Conselho Federal de Medicina (CFM) pede atenção da população às novas medidas adotadas para a vacinação contra febre amarela. A autarquia reconhece a necessidade do fracionamento das doses com o objetivo de atingir uma parcela maior da população em estado de risco. As medidas fazem parte de uma nota aprovada em Plenária, publicada nesta sexta-feira (26).

No texto, a entidade pede ainda que seja feito um monitoramento contínuo da população para avaliar a duração da imunidade oferecida pela dose fracionada. Ao mesmo tempo, solicita-se que o Governo busque meios para aumentar a oferta da vacina já existente ou da criação de uma nova vacina que possa ser produzida em larga escala.

Confira, na íntegra, a nota aos médicos e à população.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.