Câmara Técnica definiu a programação do II Fórum de Médicos de Fronteira
A programação do II Fórum de Médicos de Fronteira, a ser realizado nos dias 3 e 4 de abril, em Campo Grande (MS), foi definida nesta terça-feira (20) em reunião da Comissão de Integração dos Médicos de Fronteira. No dia 3, as palestras vão debater a formação dos médicos que atuam nessas regiões e, no segundo dia os debates vão tratar da saúde indígena.

“O II Fórum terá como foco a preparação dos médicos atuantes nas fronteiras e contará com a participação das Forças Armadas, que falará sobre a formação do médico militar. Também teremos debates sobre a cooperação internacional para melhorar a prestação de assistência médica nessas áreas e debater a respeito à saúde indígena”, adiantou a coordenadora da Comissão, Dilza Teresinha Ribeiro. A reunião contou com a participação de Ademar Carlos Augusto, Aníbal Gil Lopes, Dilza Terezinha Ribeiro, Jeancarlo Fernandes Cavalcante, Josemar Câmara Feitosa, Nelson Arns Neumann e Wirlande Santos da Luz.

Imagem – A Câmara Técnica de Diagnóstico por Imagem, também reunida nesta terça-feira (20), realizou debates técnicos, que embasaram respostas para alguns protocolos enviados ao Conselho Federal de Medicina (CFM). Os participantes da reunião avaliaram ser necessária a atualização da Resolução CFM nº 813/77, que trata do laudo médico. O assunto será levado ao plenário do CFM, que deverá decidir sobre o assunto. Câmara Técnica sugeriu a realização de evento para debater o armazenamento de imagens
A Câmara Técnica debateu, ainda, a necessidade de avaliação e regulamentação do arquivamento de exames em “nuvem”, tendo aprovado a realização de um evento com o Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR), o CFM e o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) para discussão do assunto.

Em um debate sobre formas de remuneração do médico, o coordenador da Câmara Técnica, Aldemir Soares, enfatizou a necessidade de os médicos seguirem a Classificação Brasileira Hierarquizada de Honorários Médicos. “Se definimos que a nossa remuneração é feita pela CBHPM, temos de respeitá-la”, defendeu. Participaram da reunião, Alair Augusto Sarmet Moreira, Aldemir Humberto Soares, Antônio Carlos Matteoni de Athayde, Antônio Marcos Sartori, Henrique Carreto Júnior, Joaquim Maurício da Motta Leal Filho, Manoel de Souza Rocha, Plínio Roberto Barreto Sodré, Ricardo Mendes Rogério, Sebastião Cezar Mendes Tramontina e Daniel Abud.

Nesta terça-feira (20), também aconteceu reunião da Comissão do Direito Médico, que reuniu representantes dos setores jurídicos do CFM, de Conselhos Regionais de Medicina e de entidades médicas, com o objetivo de debater estratégias para a defesa do ato médico.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.