Participantes da Câmara Técnica debateram o currículo do novo formato da residência médicaA Câmara Técnica de Cirurgia Geral, reunida nesta quarta-feira (20), em Brasília, debateu a extensão de dois para três anos da Residência em Cirurgia Geral. A inclusão de mais um ano no programa da residência foi aprovada em 2016 pela Comissão Nacional de Residência Médica, que ainda deve aprovar uma resolução com o conteúdo programático.

Outros assuntos debatidos na reunião foram a mortalidade nas cirurgias de alta complexidade, a qualificação do cirurgião geral e a saúde mental dos residentes em cirurgia, que apresentam altos índices de depressão. O diretor de fiscalização do Conselho Federal de Medicina, Emmanuel Fortes, participou de parte de reunião para falar sobre as Resoluções CFM n 2.056/13 e 2.153/16, que normatizam as fiscalizações realizadas pelos conselhos regionais de medicina.

Participaram da reunião da Câmara Técnica de Cirurgia Geral, Jorge Curi (coordenador), Mauro Ribeiro, Emmanuel Fortes, Jurandir Marcondes Ribas Filho, Nailton Jorge Ferreira Lyra, Paulo Roberto Corsi, Sandro Scarpelini e Thadeu Silva.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.