O Conselho Federal de Medicina (CFM), por meio de sua Câmara Técnica de Medicina Aeroespacial, realizou um webinar sobre o tema “Embarque de passageiros com doenças contagiosas na aviação comercial”. O evento aconteceu exclusivamente na modalidade virtual, pelo canal do CFM no YouTube, no dia 6 de setembro, das 17h às 19h. O evento foi gravado e está acessível pelo canal do CFM no YouTube.

O presidente do CFM, José Hiran Gallo, abriu a sessão: “Este evento me chamou atenção pelos temas palpitantes, como a qualidade do ar em aeronaves. A medicina aeroespacial é de grande importância para o Conselho Federal de Medicina”.

O conselheiro Emmanuel Fortes Cavalcanti, 3º vice-presidente do CFM e coordenador da Câmara Técnica, juntamente com os membros do grupo, preparou programação de interesse amplo, alcançando todos os médicos do Brasil, independentemente de suas especialidades. Na coordenação da mesa, Helvio Chagas Ferro; e, como secretário, Ronald Stephen Coelho – ambos são membros da Câmara Técnica de Medicina Aeroespacial.

A primeira palestra, ministrada por Kleber Giovanni Luz – membro da Câmara Técnica de Infectologia, teve como tema “Doenças infecciosas em aeronaves”. Ele apresentou os principais conceitos da especialidade para alinhar o entendimento do público sobre o eixo central das apresentações. Na sequência, elucidou questões que, popularmente, ainda geram dúvidas: “Febre é indicativo de doença infecciosa, provavelmente, contagiosa, mas, a ausência da febre não significa que o período de transmissão já acabou”.

“Qualidade do ar na cabine do avião” foi o tema da segunda palestra, conduzida por Isabel Cristina Vieira Botelho – Certificada pela ANAC em SGSO – Sistema de Gerenciamento da Segurança Operacional. A qualidade do ar e sua circulação, o quanto ele permite ou não a dispersão ou a eliminação de patógenos, pode ser a diferença entre manter uma boa saúde ou se contaminar. Ficou claro que segurança é prioridade máxima da aviação:

“As aeronaves usam o filtro HEPA, que remove poeira, sujeira, umidade, bactéria e vírus do ar. A pandemia trouxe essa curiosidade à tona. As saídas de ar tendem a criar uma cortina de ar fresco ao redor da cabeça do passageiro. Por isso é importante evitar a movimentação na cabine para não atrapalhar/limitar a eficácia da circulação do ar”.

Na sequência, Vânia Elizabeth Ramos Melhado – Câmara Técnica de Medicina Aeroespacial – falou sobre “Triagem e critérios para liberação de Passageiro Enfermo na Aviação Comercial”. Ela trouxe informações técnicas relevantes, como o fato da frequência respiratória e cardíaca ficar um pouquinho aumentada durante os voos. E alertou que as companhias aéreas são responsáveis por levar os passageiros em segurança ao destino, mas que elas não têm a dimensão real do estado de saúde no embarque dos passageiros.

“Existe complexidade nesse assunto, não é só um desenho de fator de risco como estamos acostumados nos hospitais. Às vezes, eu escuto ‘Está sem febre há 48h, está seguro’. Mas não é bem assim. Pessoas com infecção não devem viajar. Para ser um bom médico aeroespacial é preciso primeiramente ser um bom médico”, complementou.

Por fim, a fala foi passada ao palestrante Cristiano Gregis – Coordenação de Vigilância Epidemiológica em Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegados, que falou sobre o papel da ANVISA na regulação sanitária nas aeronaves (embarque e desembarque). Ele resgatou elementos históricos para dizer que a vigilância epidemiológica não é recente. Lembrando, por exemplo, que a peste negra levou as autoridades da República da Ragusa a inventar o sistema de quarentena em 1377.

Ele citou as orientações de 2005, definidas na publicação “Internacional Health Regulations”: “A todo momento, deve haver acesso a assistência médica; equipamento pessoal para remoção; pessoal treinado para inspeção de meios de transporte; segurança sanitária dos ambientes; e programa de controle de vetores. Em situações de emergência, deve haver plano de contingência; isolamento, quarentena e tratamento de suspeitos; espaço para entrevistas; aplicação de medidas sanitárias; e controles de entrada e saída”.

 

 

 

 

Flickr Youtube Twitter LinkedIn Instagram Facebook
Освежите свой азарт с казино Вавада! Перейдите на зеркало официального сайта Вавада. Здесь вы найдете уникальные игры и выгодные бонусы, которые увеличат ваш шанс на большие выигрыши.
Library zlib
Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.