A cerimônia homenageou personalidades que contribuíram para a longevidade e qualificação da Revista Bioética

“Pronta para novos desafios, para décadas de contribuições com a ciência e para se manter como referência para o mundo acadêmico. É assim que a Revista Bioética chega aos seus 30 anos, confirmando sua vocação de estímulo ao conhecimento e à inovação que, desde sua origem, tem o apoio institucional do Conselho Federal de Medicina (CFM)”. Assim o presidente da autarquia, José Hiran Gallo, iniciou a cerimônia de celebração da Revista Bioética.

Realizada na sede do CFM neste dia 12 de julho, a solenidade reuniu editores, parecerista e integrantes do corpo editorial da revista ao longo de três décadas, autoridades nacionais e internacionais da área da saúde, membros dos Conselhos Federal e Regionais de Medicina, além de doutores em bioética do Brasil e de Portugal.

Editor científico honorário da publicação, o professor português Rui Nunes destacou que “bioética é a ética da vida, é inclusão e as minhas primeiras palavras são de agradecimento ao CFM por convidar a mim e a colegas da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) para fazer parte desta revista, que sempre foi uma referência em bioética e hoje está em outro patamar, em muito graças ao empenho pessoal do presidente José Hiran da Silva Gallo. O ponto de partida já era muito elevado, mas, sob a direção dele, ganhou nova dimensão e expandiu para uma versão universalista. Hoje, para ser realmente líder, a revista precisa se firmar na ciência internacional e este é o objetivo e a nossa responsabilidade”.

A Revista Bioética é o único periódico brasileiro especializado no tema indexado em conceituadas bases de dados internacionais, tais como: SciELO, Latindex, Lilacs, DOAJ, Redalyc e, recentemente, Scopus. Neste momento, aguarda o resultado do processo de avaliação na plataforma Web of Science.

Editora-geral da publicação e 2ª secretária do CFM, Helena Leão pontuou que a medicina e a saúde sofreram muitas transformações desde a 1ª edição da revista, o que reforça a importância de valorização da ética, bioética e do biodireito. A diretora afirmou ainda que o respeito aos princípios bioéticos são determinantes para o enfrentamento de crises sanitárias.

A conselheira Tatiana Bragança, editora-geral da Revista entre outubro de 2019 e abril deste ano, lembrou que “o tempo que estive à frente da revista foi extremamente prazeroso e de grande aprendizado, pois vivenciamos a pandemia de covid-19 com todos os seus desafios. Mas, a revista seguiu expandindo, tanto que conquistamos a indexação na Scopus e iniciamos um novo processo avaliação”.

Homenagem – Comemorando os 30 anos da Revista Bioética dedicados à ciência, ao conhecimento, à medicina, ética e vida, o CFM entregou certificados e troféus em reconhecimento pela colaboração e parceria com a Revista Bioética.

Representando as categorias de editores, Corpo Editorial, pareceristas Ad Hoc e autores, os seguintes especialistas foram homenageados: Rui Nunes,  Natália Oliva Teles, José Hiran Gallo, Helena Leão, Dilza Ribeiro, Tatiana Bragança, Sidnei Ferreira, Délio José Kipper, Joaquim Clotet, Giselle Gracindo, José Eduardo de Siqueira, Antônio Macena de Figueiredo, Luciana Dadalto e  Elcio Luiz Bonamigo.

O álbum de fotos da cerimônia está disponível na página do CFM no flickr. ACESSE AQUI.

Saiba mais sobre o Programa Doutoral em Bioética em: doutorado.cfm.org.br

 

Notícias Relacionadas

Revista Bioética do Conselho Federal de Medicina completa 30 anos

04 jul 2022
Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.