Presidente do CFM recebe segunda maior honraria do País

 

José Hiran Gallo, presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), foi agraciado, com a Medalha de Ordem do Mérito Médico na classe de Grande-Oficial, segunda maior honraria do País dedicada à categoria médica.

“É uma honra indescritível receber esta medalha tão significativa para a medicina brasileira, especialmente quando celebramos o dia nacional da saúde e o grande médico Oswaldo Cruz, sanitarista e epidemiologista tão importante para a construção do sistema de saúde brasileiro. A medicina é uma arte e uma paixão, à qual me dedico há décadas para cuidar da saúde da mulher e do binômio materno-fetal. Agradeço pelo reconhecimento e continuarei trabalhando para que todos, médicos, pacientes e sociedade, tenhamos cada vez mais acesso à saúde de qualidade”, destacou emocionado o presidente do CFM.

A Ordem do Mérito Médico é uma honraria criada pela Lei nº 1074/1950, que condecora médicos com notável serviço prestado ao país, seja no exercício da medicina, na docência ou na produção científica. Os médicos são indicados pelos Ministros da Educação e da Saúde ao chefe do Poder Executivo, que nomeia os homenageados via decreto publicado no Diário Oficial da União.

“Ficamos muito satisfeitos por, nesta data do nascimento de Oswaldo Cruz, tanto o Hiran quanto eu sermos agraciados com uma comenda honrosa. É notório o trabalho de Hiran Gallo, que, há muitos anos, vem batalhando em defesa da categoria médica, da proteção dos médicos e dos pacientes. Para nós de Rondônia é um orgulho vê-lo receber um título tão destacado e louvável”, afirmou o senador Confúcio Moura, prestigiado com a medalha de Mérito Médico na classe Comendador.

Graduado pela Faculdade Estadual de Medicina do Pará, com especialização em Ginecologia e Obstetrícia, doutorado e pós-doutorado em Bioética pela Universidade de Porto, José Hiran Gallo é membro efetivo da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia, da Academia de Medicina de Rondônia, da Sociedade Brasileira de Mastologia e conselheiro do CFM, eleito desde 1999 e onde é presidente, foi diretor-tesoureiro de 2009 a 2022 e relatou resoluções sobre importantes temas, como reprodução assistida e autonomia da paciente.

A cerimônia de entrega das honrarias, realizada em Brasília na sede do Clube do Exército e organizada pelo Ministério da Saúde, prestigiou 53 médicos, dentre eles o conselheiro federal Raphael Câmara, também homenageado no grau Grande-Oficial, e o diretor-tesoureiro do CFM, Mauro Ribeiro, prestigiado com a medalha na classe Comendador. Os médicos Ronaldo Caiado, Nelson Teich e Marcos Cordeiro receberam a mais alta honraria: a medalha Grã-Cruz.

“Há gratidão sentida por quem é agraciado e reconhecimento da parte daqueles que nos escolheram em função do trabalho que temos desempenhado em prol da saúde pública”, afirmou o senador Nelsinho Trad, médico também homenageado na classe Grã-Cruz.

 

Mauro Ribeiro recebeu a medalha na classe Comendador

Raphael Câmara foi homenageado no grau Grande-Oficial

 

 

 

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.