O Conselho Federal de Medicina (CFM) estabelecerá um grupo de trabalho para discutir forma de aperfeiçoamento da relação entre os médicos e as operadoras de planos de saúde e cooperativas. A iniciativa, que deve incluir a participação de outras entidades médicas, resultou de encontros que foram realizados na sede da autarquia, em Brasília (DF), com a participação do presidente José Hiran Gallo.

Nesta semana, esse tema foi tratado em duas reuniões envolvendo representantes da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN) e Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF). Em ambas as oportunidades, as lideranças desses dois segmentos médicos relataram dificuldades com os planos de saúde para o recebimento de procedimentos realizados.

Códigos – A queixa passa por glosas injustificadas e inconformidade em códigos adotados para descrever o que foi solicitado e/ou realizado. A partir dessas situações, o presidente Gallo enxergou a necessidade de ouvir outros segmentos de especialidades e ampliar o debate sobre o tema em busca de uma solução.

Na reunião com a ABORL-CFF também esteve presente o presidente da Unimed-Brasil, Omar Abujamra, que se mostrou disposto a abrir um espaço de negociação com essa entidade para resolver divergências sobre o tema. Um segundo encontro no CFM deve ser agendado para as próximas semanas em busca de avanços.

“O diálogo é fundamental. Só assim teremos uma assistência de qualidade, o que beneficia os pacientes, e a preservação dos direitos dos médicos, que devem ser respeitados em sua autonomia e pela sua importância no atendimento”, destacou Gallo. As duas audiências ainda contaram com as seguintes presenças de Jeancarlo Cavalcante (1º vice-presidente do CFM) e Rosylane Rocha (2ª Vice-Presidente do CFM).

Participação – Na primeira reunião, representaram a       SBN: Wuilker Knoner Campos (presidente), Osmar Moraes (presidente do Conselho Deliberativo), Ana Moura (diretora de Relações Institucionais), Fernando Godoi (Departamento Jurídico), Amauri Godinho (médico neurocirurgião) e José Ramalho Neto (médico neurocirurgião).

Na segunda, falaram pela ABORL-CFF:  José Roberto Parisi Jurado (diretor-Presidente) e Reinaldo Ragazzo (diretor-Tesoureiro). Ainda participaram a conselheira Yascará Lages (coordenadora da Comissão de Cooperativismo Médico) e José Eduardo Lutaif Dolci (diretor Científico da Associação Médica Brasileira – AMB).

 

Flickr Youtube Twitter LinkedIn Instagram Facebook
Освежите свой азарт с казино Вавада! Перейдите на зеркало официального сайта Вавада. Здесь вы найдете уникальные игры и выгодные бонусы, которые увеличат ваш шанс на большие выигрыши.
Library zlib
Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.