De acordo com o preconizado pelas Portarias do Ministério da Educação 2/2013 e 13/2013 e defendido por entidades médicas e professores de medicina, o parâmetro ideal é de menos de cinco leitos por cada estudante de medicina. Este seria o mundo ideal, entretanto 77% dos municípios que sediam escolas médicas não possuem número de leitos suficientes. E em 19 estados, a quantidade de leitos é inferior ao preconizado pelas entidades médicas.

Hoje, existem 155.853 leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) disponíveis nos 228 municípios que sediam escolas médicas. Para que o ideal seja atingido, seria necessária a criação de, ao menos, 30.200 leitos nos 19 estados que estão fora dos parâmetros ideais.

Apenas 23%, ou 81 escolas médicas, conseguem ter mais leitos/SUS do que o recomendado. Em 21 escolas, há menos de um leito por aluno.

Os estados com melhores densidades de leitos por aluno são Amapá (9,5), Roraima (7,7), Distrito Federal (7,0) Maranhão (6,3) e Ceará (5,9). Já os piores são Tocantins (1,9), Minas Gerais (2,9), Espírito Santo (3), Paraíba, Paraná e Santa Catarina (3,3). Em relação às regiões, o Nordeste apresenta proporção um pouco maior do que o demais (4,9)

Densidade de leitos por Região

Região Total de vagas (alunos) Total de leitos Densidade
Sul 5.332 20.795 3,90
Norte 3.013 11.140 3,70
Sudeste 17.004 65.690 3,86
Centro-Oeste 3.131 14.421 4,61
Nordeste 8.943 43.807 4,90

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.