O dia 1º de junho de 2020 foi marcado pela posse de vários gestores de Conselhos Regionais de Medicina (CRMs). O regimento interno de seis deles prevê três gestões dentro do mandato de cinco anos dos conselheiros eleitos em 2018. Sendo assim, junho era o período previsto para a renovação das diretorias, e alguns eventos foram realizados por meios virtuais. “Desejo ótimas gestões aos presidentes e diretores que chegam em um momento delicado da saúde mundial. Espero que desempenhem seus papéis com bastante eficiência e que sigamos conseguindo melhorias para a classe médica e para a população”, disse o presidente do Conselho Federal de Medicina, Mauro Luiz de Britto Ribeiro.

No Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj), Walter Palis Ventura assumiu a presidência com mandato até janeiro de 2022. Walter é chefe da disciplina de ginecologia da Escola de Medicina Souza Marques e atua no serviço de ginecologia do Hospital Federal dos Servidores do Estado. Além dele, dez novos diretores também tomaram posse no dia 1º. O Conselho Regional de Medicina de Goiás (Cremego) tem agora na presidência o médico Paulo Roberto Cunha Vencio. Especialista em cardiologia e em clínica médica, ele ocupou a 1ª vice-presidência na gestão anterior. Houve uma inversão com Leonardo Mariano Reis, que deixou a presidência e ocupa agora o cargo de 1º vice-presidente. Os conselheiros eleitos em 2018 escolheram a nova diretoria em votação no dia 28 de maio, e a posse ocorreu no dia 1º de junho.

O novo presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul (Cremers) é o médico ginecologista e obstetra Carlos Isaia Filho. Ele sucede o cirurgião Eduardo Neubarth Trindade, que assumiu a presidência da autarquia federal em 1º de outubro de 2018 e segue agora como vice-presidente.

Nesse estado, outros cinco diretores também tomaram posse no dia 1º e integram o comando do Cremers até 31 de janeiro de 2022. Para a escolha, foi realizada eleição em sessão plenária extraordinária na noite do dia 28 de maio. Alguns dos 40 conselheiros titulares e suplentes participaram da votação por meio de videoconferência, seguindo as orientações de segurança sanitária em função da pandemia de covid-19.

No Mato Grosso do Sul houve solenidade de posse da nova diretoria que estará à frente do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul (CRM-MS) pelos próximos 20 meses. A autarquia passa a ser presidida pelo médico angiologista e cirurgião Maurício de Barros Jafar, que era 1º secretário e substitui o anestesiologista Alex Fabiano Namotala Finamore.

O novo presidente do CRM de Rondônia (Cremero) é o psiquiatra Robinson Cardoso Machado Yaluzan. Deixa a presidência, assumida em 1º de outubro de 2018 (gestão eleita para o quinquênio 2018/2023), Spencer Vaiciunas. Com a posse no dia 1º de junho, Yaluzan torna-se o 18º presidente a assumir a presidência do Cremero. Ao todo, 17 novos diretores estarão à frente da autarquia até fevereiro de 2022. Após mudanças no regimento interno em Rondônia, novos cargos foram criados, como o de 2º vice-presidente. Esta foi a primeira vez que o Cremero realizou uma cerimônia simbólica transmitida pela internet, que, devido à pandemia, contou com a presença de três conselheiros.

Em Santa Catarina, o cirurgião de cabeça e pescoço Daniel Knabben Ortellado assume a presidência do Conselho Regional de Medicina do Estado de Santa Catarina (CRM-SC) pelos próximos 20 meses. O foco da sua gestão será dar continuidade a ações de melhoria em inovação tecnológica e processos internos, e a atenção para as boas práticas da medicina catarinense. Ortellado substitui o neurocirurgião Marcelo Linhares.

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.