A Plenária do Conselho Federal de Medicina (CFM) publicou, nesta quinta-feira (12/05), nota aos médicos e à população com posicionamento a respeito da Portaria GM/MS nº 715, de 4 de abril de 2022, que institui a Rede de Atenção Materna e Infantil (RAMI).

No documento, o CFM afirma que concluiu que o programa de Estado “amplia benefícios para a população alvo (gestantes, nascituros e crianças), possibilitando o maior acesso à assistência médica e a qualificação do atendimento oferecido às mulheres e ao binômio materno-infantil de forma integral, com consequente redução da morbimortalidade neste segmento”.

Acesse aqui em PDF

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.