Foto: Flickr CNJ

A visão do Conselho Federal de Medicina sobre a judicialização da saúde foi apresentada na manhã do dia 17, em São Paulo, durante o I Congresso do Fórum Nacional do Judiciário para a Saúde do Conselho Nacional de Justiça (Fonajus-CNJ). O CFM será representado pela assessora jurídica Giselle Crosara.

O evento teVE como objetivo aprimorar o conhecimento técnico sobre a saúde pública e suplementar, discutindo os desafios da judicialização e encontrando soluções para esse problema. O público-alvo foi composto por magistrados, representantes dos setores de saúde pública e suplementar, demais personagens do sistema de justiça e de saúde e outros interessados.

O Congresso teve como organizadores o Conselho Nacional de Justiça e o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – HCFMUSP e foi realizado nos dias 17 e 18 de novembro, no Centro de Convenção Rebouças, em São Paulo. Os debates tiveram os seguintes eixos: Medicina baseada em evidências e questões sobre a judicialização, painéis temáticos e desafios para a saúde pública no Brasil.

* Com informações do Conselho Nacional de Justiça.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.