O nome e a logomarca do Conselho Federal de Medicina (CFM) estão sendo usados de forma indevida por uma suposta organização autodenominada Conselho Federal de Medicina Molecular e Biomolecular (CFMMB). O alerta é feito pela autarquia na intenção de evitar prejuízos e transtornos a terceiros que façam uma associação incorreta com esse grupo.

O CFM esclarece não manter relação de qualquer natureza com essa instituição e que não cedeu a ela direitos para o uso da logomarca. Além desse informe institucional, a autarquia, por meio das suas coordenações Jurídica e de Tecnologia da Informação, também está tomando providências para a retirada do ar desse site.

Forma equivocada – De acordo com os dados encaminhados às autoridades competentes, a CFMMB é uma associação privada, com sede na cidade goiana de Guapó (GO), criada em julho de 2019 por homem conhecido como Roberto Cohen. Esta mesma pessoa também criou outro “Conselho”: o de Neuropsicanálise e Psicossomática (CNNP).

Em sua página da internet, o CFMMB comunica, de forma equivocada, que foi regulamentado pelo CFM por meio da Resolução 1.500/98 (revogada por resoluções posteriores) e que se dedica ao diagnóstico e procedimentos da prática ortomolecular.

Apesar da norma citada existir, essa entidade distorce os fatos. O CFM esclarece que essa Resolução existe, mas não cria conselho, até porque não tem poderes para tanto. De forma complementar, o Conselho Federal de Medicina explica que os termos prática ortomolecular, biomolecular ou outros assemelhados não caracterizam especialidade médica nem área de atuação e, portanto, não podem ser anunciados.

Flickr Youtube Twitter LinkedIn Instagram Facebook
Освежите свой азарт с казино Вавада! Перейдите на зеркало официального сайта Вавада. Здесь вы найдете уникальные игры и выгодные бонусы, которые увеличат ваш шанс на большие выигрыши.
Library zlib
Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.