Medicina personalizada e medicina de precisão, desafios da Reprodução Humana e autonomia foram os principais assuntos discutidos em João Pessoa durante o III Encontro Luso-brasileiro de Bioética. O evento, organizado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) em parceria com o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), foi realizado nos dias 4 e 5 de março de 2020, quando foram discutidos temas como terminalidade da vida e cuidados intensivos, medicina da era digital e medicina baseada em evidências.

“Foi uma grande satisfação receber aqui em João Pessoa um evento desta magnitude. Nestes dois dias, tivemos muitos ensinamentos e discussões para caminharmos cada vez mais para uma Medicina com ética. Agradeço a presença de todos vocês que engradeceram o evento e trouxeram informações importantes para o debate”, destacou o presidente do CRM-PB, Roberto Magliano de Morais.

Além do presidente do CRM-PB, participaram da abertura do Encontro o 1º vice-presidente do CFM, Donizetti Giamberardino Filho; o coordenador da Câmara Técnica de Bioética do CFM, José Hiran da Silva Gallo; o conselheiro federal do CFM pela Paraíba Adriano Sérgio Meira; o presidente da Associação Médica Brasileira, Lincoln Ferreira; e o diretor do Programa Doutoral em Bioética da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (Portugal), Rui Nunes.

O conselheiro federal Adriano Meira também agradeceu a presença de todos e falou da importância em sediar o Encontro. No primeiro dia do evento foi realizada uma conferência e duas mesas redondas, além do lançamento do livro “Memórias da Câmara Técnica de Bioética”, com uma coletânea das discussões sobre o tema.

Da Medicina personalizada à Medicina de precisão – A primeira conferência do Encontro foi proferida pelo professor Dr Rui Nunes. Ele agradeceu o apoio do CFM e disse que era um grande prazer estar no Brasil mais uma vez para discutir este tema. “Começamos a pensar neste evento, que já está em sua terceira edição, com o projeto de Doutorado em Bioética da Universidade do Porto, que já formou 10 turmas, totalizando cerca de 300 doutores”, disse o professor.

Após a conferência do professor Rui, foram realizadas duas mesas redondas e debates sobre “Desafios atuais da Medicina da Reprodução Humana” e “Autonomia: dilemas contemporâneos”. A primeira discussão contou com o moderador Antônio Henriques de França Neto, vice-presidente do CRM-PB, com o debatedor Roberto Magliano de Morais, presidente do CRM-PB, além dos expositores Lívia Maria Zago (Universidade de São Paulo), Hitomim Nakagawa (Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida) e Humberto Belmino Chaves (Universidade Federal de Alagoas).

A conferência de encerramento tratou sobre Medicina baseada em evidências, com a conferencista Clarice Petramale, assessora especial do CFM para questões de novas tecnologias. Ao final, foi lida a Carta de João Pessoa.

 

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.