Escrito por Sebastião Aires de Queiroz*

Os seios têm encanto e poesia,
Têm beleza, elegância e sedução,
Dos poetas são grata inspiração,
Com seus mistérios densos de magia.

São, do corpo, ornamentos fascinantes, Áreas sensíveis de erotização.
São alvos de desejo e de atração,
Dos corações ardentes dos amantes.

São tépidos regaços de crianças,
Dos bebês, aconchego acolhedor.
Ninhos estuantes de terno amor,
Oásis aprazíveis de bonanças.
Em sua singular fisiologia
São conformados para a nutrição,
Gerando leite pra amamentação,
Fonte de vitalidade sadia.
Reunindo, em si, tantos valores,
Relevantes funções e utilidades,
Os seios podem ter enfermidades
Que causam frustrações e dissabores.
Câncer mamário é mal insidioso,
Pois evolui silenciosamente,
Sem causar à incauta paciente
Distúrbio ou incômodo doloroso.
Resulta de uma multiplicação,
Desordenada, em nível celular.
Dos seios, a estrutura glandular,
Sofre gradual degeneração.

Nódulos que se formam em seus tecidos Nem sempre são visíveis ou palpáveis.
E, não raro, só são detectáveis
Por exames de imagem requeridos.
___________________________________
Fontes: “Portal de Ginecologia”
(Dr. Severino R. Figueiredo)
“Farmacêutico Virtual-Câncer de Mama”.
Recomendados são os auto-exames
Das mamas, como hábitos rotineiros,
Para palpar nódulos sorrateiros
Que podem ser malignos, infames.
Deixar-se examinar em consultório
Por especialista competente,
É conduta correta e pertinente,
Em alguns casos, ato obrigatório.
Mamografias (radiografias)
São indicadas ou recomendadas
Conforme anomalias encontradas,
Idade ou casos de neoplasias.
Mamografias ditas digitais
Ultra-sonografia, ressonância,
Podem ser da mais alta relevância
Diante de dúvidas cruciais.
A cura é alcançada em muitos casos
Diagnosticados com precocidade.
O câncer só leva à mortalidade
Quando existem descuidos ou descasos.
Cirurgias sempre são indicadas
Como procedimentos ideais.
Precoces, levam a curas radicais,
Deixando as mamas mais bem preservadas
O câncer é inimigo figadal
Que suscita temor e preconceito.
É o maior inimigo de seu peito, Implacável, traiçoeiro, letal.

Converta o medo de ter a doença
Em coragem para se examinar.
Jamais dê chance ao cruel azar,
Que em nós se abate sem pedir licença.

* É médico PSF.

* As opiniões, comentários e abordagens incluidas nos artigos publicados nesta seção são de inteira responsabilidade de seus autores e não expressam, necessariamente, o entendimento do Conselho Federal de Medicina (CFM).


 * Os textos para esta seção devem ser enviados para o e-mail imprensa@portalmedico.org.br, acompanhados de uma foto em pose formal, breve currículo do autor com seus dados de contato. Os artigos devem conter de 3000 a 5000 caracteres com espaço e título com, no máximo, 60.


* Os textos para esta seção devem ser enviados para o e-mail imprensa@portalmedico.org.br, acompanhados de uma foto em pose formal, breve currículo do autor com seus dados de contato. Os artigos devem conter de 3000 a 5000 caracteres com espaço e título com, no máximo, 60.
Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.