Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
18 de outubro: No Dia do Médico, CFM reforça atuação pela classe junto ao Congresso Nacional Imprimir E-mail
Sex, 18 de Outubro de 2019 10:56
Neste Dia do Médico (18 de outubro), o Conselho Federal de Medicina (CFM) presta uma homenagem aos 475 mil médicos brasileiros, que todos os dias se dedicam a salvar vidas e curar outras. Como tem feito todos os dias, a autarquia reforçou no mês dedicado à classe a sua atuação junto ao Congresso Nacional, a fim de mudar a percepção dos parlamentares a respeito da Medida Provisória 890/2019, que cria o Programa Médicos pelo Brasil.
 
Nos últimos dias, os conselheiros têm sido incisivos no trabalho de sensibilização política, para impedir a atuação no Brasil de profissionais sem registro no CRM. A entidade quer garantir que a revalidação de diplomas estrangeiros seja tratada com seriedade e que, além do Revalida como requisito mínimo, o exame continue sendo uma prerrogativa exclusiva das faculdades públicas. Também chama atenção para os riscos de autorizar consórcios entre estados e municípios e o governo cubano, o que só serviria para replicar os problemas do Mais Médicos.
 
"Neste 18 de outubro comemoramos mais uma vez o Dia do Médico com justas homenagens a uma classe profissional que tem compromissos vocacionais com a dignidade humana, com a saúde e com a vida de seus pacientes. Contudo, apesar de um dia festivo, não temos muito a comemorar, porque a medicina brasileira está sob ataque. Hoje existe um movimento dentro do Congresso Nacional de total desvirtuamento da MP 890/2019”, pontua o presidente do CFM, Mauro Ribeiro.
 
Em sessão solene de homenagem aos médicos na Câmara dos Deputados, realizada na quarta-feira (16), Ribeiro defendeu que a Medida seja mantida em seu formato original pelo Congresso Nacional. Na ocasião, ao parabenizar todos os médicos, Ribeiro enalteceu aqueles que, ao optarem por lidar com a vida e a morte todos os dias, escolheram uma das mais nobres profissões existentes.
 
“As condições que são oferecidas atualmente nos hospitais, nos postos de saúde e nas unidades de pronto-atendimento são as piores possíveis. Os médicos brasileiros são os grandes heróis em defesa da saúde da população, e assim nós vamos continuar. As entidades médicas – unidas como nunca – vão lutar sempre pelo médico e principalmente pela boa assistência”, ressaltou.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

© PORTAL MÉDICO 2010 - o site do Conselho Federal de Medicina -Todos os direitos reservados
SGAS 915 Lote 72 | CEP: 70390-150 | Brasí­lia-DF | FONE: (61) 3445 5900 | FAX: (61) 3346 0231| E-mail: cfm@portalmedico.org.br | CNPJ: 33.583.550/0001-30