Rede dos Conselhos de Medicina
Depressão é tema de debate na I Jornada Blumenauense de Psiquiatria e Saúde Mental Imprimir E-mail
Seg, 07 de Agosto de 2017 14:55

Um relatório recente divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) revelou que o número de casos de depressão aumentou 18% entre 2005 e 2015. Ao todo, são 322 milhões de pessoas em todo o mundo, a maioria mulheres. No Brasil, a depressão atinge 5,8% da população (11,5 milhões de pessoas). Nas Américas, só estamos atrás dos Estados Unidos neste ranking. Além disso, distúrbios relacionados à ansiedade afetam mais de 18,6 milhões de brasileiros, ou seja, 9,3% da população.

Os dados preocupam especialistas que, cada vez mais, buscam entender o problema e buscar soluções para melhorar a qualidade de vida das pessoas que sofrem de depressão e amenizar as consequências deste transtorno. Em Blumenau, entre os dias 25 e 26 de agosto, especialistas e acadêmicos da área de saúde mental estarão reunidos na I Jornada Blumenauense de Psiquiatria e Saúde Mental para tratar do tema “Depressão”.

O evento contará com palestras e mesas redondas abordando temas como depressão na infância e na adolescência; relação da alimentação e da prática de atividades físicas com a depressão, depressão e suicídio, escalas de avaliação, tratamentos, entre outros.  O lucro do evento será destinado ao financiamento de pesquisas em saúde mental na cidade de Blumenau e região. A programação completa pode ser acessada no link http://www.settingpsicoterapias.com.br/eventos/ 

Um dos destaques entre os palestrantes será o psiquiatra Ricardo Alberto Moreno, coordenador do Programa do Grupo de Estudos de Doenças Afetivas – ProGruda do Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, desde 1983. No evento, ele vai falar sobre a imaportância clínica da distinção entre depressão unipolar e bipolar.

Depressão x Suicídio - Ainda segundo a OMS, entre jovens de 15 a 29 anos, o suicídio foi a segunda maior causa de morte em 2015 no mundo. Naquele ano, 788 mil pessoas morreram por suicídio no total, representando quase 1,5% de todas as mortes no mundo. Em 2014, o Brasil foi apontado pela OMS como o 8º país em número de suicídios e dados indicaram Santa Catarina como o 2º estado brasileiro com maior índice de suicídios.

Uma pesquisa conduzida pelo psiquiatra Marco Aurélio Cigognini e colaboradores junto à população da região de Brusque chegou a um número preocupante: 15,29 pessoas por 100.000 habitantes cometeram suicídio na localidade entre 2012 e 2015. Segundo o médico, a relação entre depressão e suicídio é íntima, pois entre 60% e 70% dos suicidas tiveram um quadro de depressão.

Em Blumenau, os números de suicídios também são alarmantes. Conforme dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), de 2012 a 2016, foram registradas na cidade 848 notificações de tentativa de suicídio. A maior incidência em mulheres, representando 71% dos episódios. Entre os 204 casos que chegaram a óbito, de 2010 a 2016, 68% eram homens. Os números mais recentes, desta vez do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), também são assustadores: 223 tentativas de suicídio de janeiro a abril deste ano.
 

Agenda
 

I Jornada Blumenauense de Psiquiatria e Saúde Mental. Tema: Depressão
Data: 25 e 26 de agosto
Local: Hotel Himmelblau
Horário: dia 25 das 18h30 às 20h. Dia 26 das 8h às 18h.
Inscrições: http://www.settingpsicoterapias.com.br/eventos/
Investimento: Estudantes R$ 100 antecipado ou R$ 120 no local. Profissionais R$ 250 antecipado ou R$ 300 no local.
 
A jornada é uma promoção do NUPE (Núcleo de Pesquisas em Saúde Mental) & Bridiplan Consultoria. Apoiadores: GRUDA-IpQ-USP, Setting Psicoterapias e Residência de Psiquiatria do Hospital Santa Catarina de Blumenau.

Fonte: NUPE

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner