Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Hospital Sírio-Libanês forma gestores de programas de residência em saúde Imprimir E-mail
Ter, 18 de Abril de 2017 10:48

Curso oferece aos profissionais do SUS capacitação para a construção e gestão de programas de residência médica e outras áreas profissionais da saúde


 Com o respaldo dos resultados já obtidos na edição anterior, começa agora, neste mês de abril, a 2ª edição do Curso de Aperfeiçoamento em Gestão de Programas de Residência em Saúde no SUS. Trata-se de uma das muitas iniciativas educacionais desenvolvidas pelo Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa (IEP/HSL), em parceria com o Ministério da Saúde, que integram o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS). Serão duas turmas, a primeira com início no próximo dia 18 e a segunda, uma semana depois, no dia 25. Juntas, formarão 210 profissionais de todo o País.
 
A expertise do IEP/HSL nas áreas de gestão, saúde e educação, somada às políticas públicas no âmbito da formação em saúde, fundamentam o curso que tem o objetivo de capacitar profissionais para a construção e gestão de programas de residência médica e de outras áreas profissionais da saúde, no contexto do SUS, em diferentes municípios de todo o Brasil.
 
O fortalecimento do SUS, por meio da capacitação dos profissionais, é o principal compromisso social do curso, face à necessidade de melhoria das práticas do setor, particularmente no que se refere à organização do sistema de saúde para o enfrentamento da heterogeneidade e da complexidade do atual quadro epidemiológico, socioeconômico e cultural da população brasileira.
 
Segundo o Luiz Fernando Lima Reis, diretor de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio-Libanês, as iniciativas educacionais de apoio ao SUS, desenvolvidas pelo IEP/HSL, contribuem para uma maior qualificação dos profissionais do sistema público de saúde e, consequentemente, para a melhoria da qualidade da atenção à população brasileira.
 
"No triênio 2015-2017, todos os projetos educacionais do IEP/HSL de apoio ao SUS irão atingir 36.938 profissionais de 274 municípios de todo o País. São números expressivos, com grande impacto na eficiência e efetividade dos serviços de saúde", afirma.
 
Assim como na 1ª edição do Curso de Aperfeiçoamento em Gestão de Programas de Residência em Saúde no SUS, realizada em 2014, a 2ª edição atende municípios pré-selecionados pelo Ministério da Saúde, dentro de critérios pré-definidos, entre os quais o de serem locais que podem abrir curso de medicina, mas não contam com programas de residência médica. Na 1ª edição foram 70 cidades beneficiadas e nesta segunda serão 117.
 
Exemplos de resultados positivos -  Um dos municípios atendidos na 1ª edição, em 2014, foi Palmas (TO). Juliana Ramos Bruno, coordenadora geral da Escola de Saúde Pública da Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp), é uma das formandas e conta que a realização do curso coincidiu com a criação da primeira turma do Programa Integrado de Residência Médica e Multiprofissional da Fesp. Assim, o curso contribuiu para repensarem todo o modelo inicialmente estruturado para rede de saúde do município.
 
"Reavaliamos toda a metodologia, pudemos melhorar o currículo que havíamos estabelecido e reposicionar todos os atores envolvidos no processo. Com isso, nossa primeira turma de residentes, formada em 2016, já foi contemplada com todos os conhecimentos adquiridos durante o curso", explica Juliana Bruno.
 
Desde 2014, a Fesp já formou 92 alunos em seu curso de Residência Médica e a grande maioria atua em Palmas, sendo que muitos deles se transformaram em preceptores do Programa de Residência Médica e Multiprofissional. Para Juliana Bruno, o curso foi muito forte e resolutivo e as ferramentas oferecidas pelo IEP/HSL a aproximou da realidade de uma residência médica, que é algo vivo e não abstrato.
 
A 2ª edição do Curso de Aperfeiçoamento em Gestão de Programas de Residência em Saúde no SUS será realizada de abril a setembro deste ano, em encontros presenciais e com atividades à distância. O conteúdo terá como eixos principais a simulação da prática de gestão de programas de residência em saúde e o contexto real do trabalho de gestão de programas de residência em saúde no SUS.
 
Sobre o Proadi-SUS -  Criado em 2009, o PROADI-SUS é resultado de uma parceria do Ministério da Saúde (MS) e as entidades de saúde portadoras do Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social em Saúde (CEBAS-SAÚDE) e de Reconhecida Excelência. O Programa é regulamentado pela Lei Federal nº 12.101. As ações do Hospital Sírio-Libanês se enquadram neste programa e têm a aprovação e o monitoramento do Ministério da Saúde. São projetos focados em assistência, ensino e pesquisa e englobam estudos de avaliação, incorporação de tecnologias e capacitação de recursos humanos.

 

Fonte: Hospital Sírio-Libanês

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

© PORTAL MÉDICO 2010 - o site do Conselho Federal de Medicina -Todos os direitos reservados
SGAS 915 Lote 72 | CEP: 70390-150 | Brasí­lia-DF | FONE: (61) 3445 5900 | FAX: (61) 3346 0231| E-mail: cfm@portalmedico.org.br | CNPJ: 33.583.550/0001-30