Rede dos Conselhos de Medicina
Conselho de Medicina lança cartilha para ajudar no combate da dengue Imprimir E-mail
Seg, 16 de Setembro de 2002 21:00
Com propósito de reforçar as ações para controlar a dengue no Paraná, o Conselho Regional de Medicina do Paraná dedicou exclusivamente à questão da dengue a segunda edição da coleção “Cadernos do Conselho”. A publicação começou a ser distribuída após o lançamento oficial para a região Sul do Programa Nacional de Combate da Dengue (PNCD), que reuniu dia 22 de agosto, em Curitiba, técnicos da Fundação Nacional de Saúde e secretários estaduais e municipais de saúde. A cartilha está sendo direcionada a todos os médicos ativos com cadastro atualizado no CRM, Regionais de Saúde unidades médico-hospitalares do governo estadual, postos de saúde e equipes do Programa Saúde da Família. Exemplares também foram encaminhados às Faculdades de Medicina para contemplar os acadêmicos. Em sua edição de março/abril, o Jornal do CRM já havia dedicado especial atenção ao assunto, procurando orientar médicos sobre diagnóstico, tratamento e também de notificação da doença ao Serviço de Vigilância Epidemiológica. Luiz Sallim Emed, presidente do CRM-PR, ressalta a intenção de envolver o médico nas ações de prevenção, em especial o incentivo à mobilização social para produzir mudanças no comportamento da população. Ele entende ser fundamental o envolvimento de todos para combater o vetor da doença, o mosquito Aedes aegypti. No editorial-apresentação da cartilha, Emed agradece o Conselho do Rio de Janeiro pela cessão de material que veio enriquecer a edição. Justifica ainda o material como função do CRM, “de zelar e trabalhar por todos os meios ao seu alcance, pelo perfeito desempenho ético da medicina e pelo prestígio e bom conceito da profissão e dos que a exerçam legalmente". O presidente recomenda a leitura atenta do novo exemplar e ressalta que o mesmo traz os telefones das Regionais de Saúde, que devem ser notificadas sempre que houver suspeita ou diagnóstico definitivo de um caso da doença. O secretário Luiz Carlos Sobania colaborou com a elaboração da nova coleção do Caderno, fazendo um histórico da doença, sobretudo quanto ao seu surgimento e expansão no Paraná -- em 1981 foi detectado o primeiro foco em Foz do Iguaçu. Sobania destaca que a dengue "representa um dos principais problemas de saúde pública no mundo e é um desafio às autoridades sanitárias manter a doença sobre controle, pois o vetor – mosquito aedes aegypti – possui aprimorada capacidade de adaptação aos novos ambientes proporcionados pela urbanização acelerada, que criou condições socioambientais favoráveis à sua difusão". O secretário agradeceu a colaboração do CRM e conclamou os médicos a se envolverem nesse mutirão. Com mais de 300 mil casos registrados este ano em todo o país (a metade no Rio e cerca de 5 mil no Paraná), o ministro da Saúde, Barjas Negri, anunciou em 24 de julho o Programa Nacional de Controle da Dengue, com recursos de R$ 1 bilhão e a estimativa de reduzir a menos de 1% a infestação predial pelo Aedes aegypti nos 3.529 municípios brasileiros que registram a presença do mosquito transmissor da dengue. Outras metas são reduzir em 50% o número de casos em 2003, em relação a 2002, e a menos de 1% os óbitos por dengue hemorrágica. O Dia Nacional de Combate à Dengue foi definido para 23 de novembro, quando deverá ocorrer uma grande mobilização pública. Box Lançamento em Curitiba A solenidade de lançamento para a região Sul do Programa Nacional de Combate da Dengue foi realizada dia 22 de agosto, no Hotel Ello In, em Curitiba. O ato fez parte de calendário definido pelo Ministério da Saúde e Funasa. Antes, no dia 20, ocorreu no Rio de Janeiro o lançamento da campanha para a região Sudeste, e no dia 21 em Brasília, para a região Centro-Oeste. A do Nordeste ocorreu dia 26, em Recife. O PNCD foi inaugurado em Curitiba pelo diretor do Centro Nacional de Epidemiologia da Funasa, Jarbas Barbosa da Silva Júnior; pelo coordenador do Plano Nacional de Controle da Dengue, Giovanini Evelin Coelho; pelo coordenador Regional da Funasa, Hélio Safelice; e pelo secretário Estadual de Saúde do Paraná, Luiz Carlos Sobania. Dentre as autoridades, prestigiaram a cerimônia o secretário de Saúde de Curitiba, Michele Caputo Neto; o presidente do Cosems, Carlos Alberto Gebrim Preto; e o presidente do CRM, Luiz Sallim Emed, que fez a entrega simbólica do lote da cartilha a ser distribuída nas unidades de saúde.
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner