Sociedade Brasileira de Cancerologia alerta para importância do diagnóstico precoce do câncer de mama Imprimir
Sex, 20 de Outubro de 2017 11:35

SBC estima que cerca de 90% dos casos podem ser curados, desde que identificados em estágio inicial
 


O movimento Outubro Rosa foi criado no início da década de 1990, nos Estados Unidos, e logo ganhou notoriedade em todo mundo, por meio da promoção de diversas ações de conscientização sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, que é o segundo de maior incidência no mundo e o primeiro no sexo feminino. De acordo com estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca), em 2017 surgirão 57.960 novos casos de câncer de mama.

“O Ministério da Saúde recomenda a realização anual da mamografia a partir dos 50 anos. Em mulheres com histórico familiar de câncer de mama deve ser a partir dos 40 anos. A ultrassonografia também é um recurso eficiente para investigar a doença. Mas um exame simples, atemporal, que auxilia na detecção de nódulos é o autoexame, que pode ser realizado ainda na adolescência. São métodos que contribuem muito para que o tratamento tenha êxito, desde que o câncer seja descoberto em sua fase inicial”, explica o Dr. Ricardo César Pinto Antunes, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Cancerologia (SBC).

Alguns dos principais fatores de risco que podem indicar relação com o surgimento do câncer de mama são: primeira menstruação precoce (antes dos 12 anos), menopausa tardia (após os 55 anos), primeira gravidez após os 30 anos, não ter filhos (nuliparidade) e reposição hormonal por tempo prolongado pós-menopausa. Além de histórico familiar, tabagismo, consumo excessivo de álcool, sobrepeso e obesidade.

“Visitas regulares ao médico e a realização do exame de mamografia, uma vez ao ano, a ultrassonografia, o autoexame e o exame clínico contribuem com a cura de cerca de 90% dos casos de câncer de mama”, comenta o vice-presidente da SBC.
 
Câncer de mama em homens - O câncer de mama não atinge somente as mulheres. A doença pode se desenvolver também no sexo masculino. A incidência, porém, é considerada baixa com cerca de 1% dos casos. Ou seja, cerca de 580 eventos, conforme número oficial do Inca.

“Nos homens o câncer se manifesta após os 50 anos e, na grande maioria dos casos, em apenas uma mama. Pode ser percebido com um simples toque e por meio de um exame de ultrassonografia”, acrescenta Dr. Ricardo.
 
Dicas de Prevenção - Realizar, pelo menos, 15 minutos de atividade física por dia (caminhar, subir e descer escadas são ações simples e benéficas).

Manter uma boa hidratação (ingerir pelo menos 1,5 litro de água por dia).
· Dar preferência às carnes brancas (Peixes são mais recomendados).
· Consumir vegetais de todas as cores
· Dar preferência ao consumo de vegetais crucíferos, que ajudam na prevenção (couve flor e de Bruxelas, espinafre, rúcula, brócolis, agrião, por exemplo).
· Abandonar o tabaco e não exagerar no consumo de álcool.
 
Sobre a SBC - A Sociedade Brasileira de Cancerologia (SBC) é um órgão sem fins lucrativos que promove e representa a especialidade no Brasil. Congrega cerca de 800 associados e é filiada à Associação Médica Brasileira (AMB). Fundada em 1946 a fim de apoiar e desenvolver o conhecimento técnico e científico da especialidade no País, a SBC emite o Título de Especialista em Cancerologia, conforme normas estabelecidas pela AMB e visa fomentar o debate referente às problemáticas em torno do combate ao câncer no Brasil.

 

Fonte: SBC