Conselho Regional de Medicina do Estado do Pará tem programação especial em comemoração ao Dia do Médico Imprimir
Qui, 19 de Outubro de 2017 13:23


No dia 16, o presidente do CRM-PA, Paulo Sérgio Guzzo, abriu a Semana do Médico com a homenagem ao patrono de 2017, o médico Alfredo Carlos Cunha de Oliveira, escolhido à unanimidade em sessão plenária. 

 

Na cerimônia, o presidente do CRM-PA, Paulo Sérgio Guzzo, prestou homenagem ao patrono de 2017, o médico Alfredo Carlos Cunha de OliveiraEm seu discurso, Paulo Guzzo, passeou pela vida do homenageado desde a infância até os dias atuais. “O CRM Pará está em festa nesta noite, em que a douta classe médica, em sessão solene, homenageia o eminente médico, compositor e escritor Alfredo Carlos Cunha de Oliveira, que prestigiou esse Conselho, dirigindo como vice-presidente e presidente, deixando lições profundas a todos que tiveram o privilégio de poder desfrutar do seu convívio”, enfatizou Paulo Guzzo.

Alfredo Oliveira nasceu em Belém. Formou-se em medicina pela Universidade Federal do Pará (UFPA). A atividade como clínico geral não o impediu de atuar nos diversos segmentos culturais da cidade. “A minha personalidade comporta tanto minha vocação para a medicina como para a escrita. É uma integração da minha personalidade”, disse Alfredo Oliveira.

Alfredo Oliveira foi vice-presidente e, depois, presidente do Conselho Regional de Medicina do Pará, entre os anos de 1987 e 1992. Na outra faceta desse clínico-geral, houve espaço não apenas para os livros, mas também para as composições de sambas-enredo de desfiles de escolas de samba de Belém. Além disso, Oliveira acumula mais de 60 músicas gravadas por intérpretes regionais e nacionais, como Fafá de Belém, Leila Pinheiro, Jane Duboc, Nazaré Pereira, Neguinho da Beija-Flor, Marco André, Nilson Chaves, Vital Lima, Paulo André Barata, Dominguinhos do Estácio, entre outros.

Na literatura, Alfredo Oliveira publicou 13 livros individuais, fora as participações em obras coletivas. Em 1983, lançou o livro “Belém, Belém”. No ano seguinte, veio “Paranatinga”. Em 86, foi a vez de “A pedra verde”. Em 90, a homenagem ao poeta paraense Ruy Barata, com “Ruy Guilherme Paranatinga Barata”. Em 91, publicou “A partir da Ilha”. Pela Secretaria de Estado de Cultura do Pará, veio a público, em 1999, o seu “Ritmos e Cantares”. No ano de 2002, chegou às livrarias “Almir Gabriel: Trajetória e Pensamento”. Em 2006, saiu a publicação de “Além dos deveres”, no mesmo ano foi a vez “Carnaval Paraense”. O mais recente, em 2010, é “Cabanos & Camaradas”. Entre inúmeros títulos e premiações, recebeu da Câmara Municipal de Belém, o diploma de “Patrimônio Cultural de Belém”.

A cerimônia em comemoração ao Dia do Médico no CRM-PA contou com o lançamento de livros escritos e organizados por médicosNoite cultural - A segunda edição da Noite Cultural proporcionou aos médicos e convidados muita diversão na sede do CRM. A novidade este ano foi a gastronomia, apresentada pelo médico Paulo Torres, participante do quadro “Jogo de Panelas”, do programa Mais Você, apresentado por Ana Maria Braga.

A ideia, segundo o presidente do CRM-PA, Paulo Guzzo, é que os médicos mostrem suas habilidades fora dos consultórios e hospitais. “Proporcionamos aos médicos uma noite especial como nós merecemos. Foi uma bela noite”, disse Paulo Guzzo.

A banda Plantão Extra e o médico Aldo Rosário agitaram a noite com muita música dos anos 70, 80 e 90. Os médicos Helena Brígido e Newton Bellesi apresentaram suas habilidades com a fotografia expondo belas fotos da capital paraense e dos rios da Amazônia. A médica Ivanete Amaral apresentou belas obras feitas em madeira, latonagem e gesso.

Na literatura, foram lançados os livros: “Polêmicas no Direito Médico”, organizado pelos médicos Manoel Walber e Francisco Palheta e pela advogada Caroline Santos (goiás), tendo como autores grupo formando por 4 médicos e 7 advogados; “O Conselho de Medicina e o Julgamento Ético” e “Os homens de Júpiter”, os dois últimos do médico Manoel Walber, conselheiro e diretor do CRM-PA e “Letras Apaixonadas” do médico Luzio Ramos.

 


Fonte: CRM-PA