Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Movimento médico nacional reunifica forças para ação conjunta em defesa da Medicina e da Saúde Imprimir E-mail
Qui, 07 de Dezembro de 2017 14:01

No encontro, as lideranças das entidades médicas decidiram desenvolver atuação conjunta com objetivo de fortalecer a defesa de temas de interesse dos médicos, da medicina, dos pacientes e da sociedade

 

A reunificação do movimento médico nacional foi acordada durante reunião histórica realizada nesta quarta-feira (6), na sede do Conselho Federal de Medicina (CFM), em Brasília. Na oportunidade, algumas das principais lideranças das entidades médicas do País decidiram desenvolver uma atuação conjunta com o objetivo de fortalecer a defesa de temas de interesse dos médicos, da medicina, dos pacientes e da sociedade.

Participaram do encontro histórico, em Brasília, o presidente e o vice-presidente Centro-Oeste da AMB, Lincoln Lopes Ferreira e José Luiz Dantas Mestrinho; o presidente em Exercício do CFM, Mauro Luiz de Britto Ribeiro; o presidente da FMB, Waldir Cardoso; e o presidente e o secretário-Geral da Fenam, Jorge Darze e Mário Antônio Ferrari.

A decisão anunciada permite a retomada do trabalho integrado entre o CFM, a Associação Médica Brasileira (AMB), a Federação Médica Brasileira (FMB) e a Federação Nacional dos Médicos (Fenam).

Para selar essa reaproximação, o CFM já enviou convite para que as outras entidades indiquem representantes para participar de três de suas principais comissões – a de Assuntos Políticos (CAP), a de Saúde Suplementar (Comsu) e a de Defesa do SUS (Pró-SUS).

Os presidentes da AMB, Lincoln Lopes Ferreira; da FMB, Waldir Cardoso; e da Fenam, Jorge Darze, ainda foram convidados a participar da próxima reunião plenária do CFM, no dia 13 de dezembro (quarta-feira), quando serão discutidos encaminhamentos em torno de temas específicos em tramitação em diferentes esferas – no Executivo, no Legislativo e no Judiciário.

O grupo também avaliará a realização de um Encontro Nacional de Entidades Médicas (Enem), em 2018. Se aprovado, na ocasião, representantes estaduais e de outras entidades médicas poderão contribuir com o debate e a formulação de iniciativas que contribuirão com a defesa da saúde e da medicina. A última edição desse fórum aconteceu em agosto de 2013, em Brasília.

Questões como o trabalho com a Frente Parlamentar em Defesa da Medicina (FPMED), lançada em outubro, no Congresso; as mudanças necessárias no Programa Mais Médicos; a abertura indiscriminada de escolas médicas; a obrigatoriedade do exame de revalidação de diplomas de medicina obtidos no exterior; a criação da carreira de Estado para os médicos, entre outras; devem compor uma pauta que será acompanhada, criteriosamente, pelas entidades médicas nacionais.

Com essa reunificação, também será possível desenvolver ações junto às operadoras de planos de saúde, buscando o aperfeiçoamento das regras no segmento, bem como em torno de reinvindicações que assegurem melhoria da oferta de condições de trabalho e de atendimento na rede pública. A preocupação prioritária da AMB, CFM, FMB e Fenam é assegurar respeito, segurança e valorização aos médicos que atuam nos serviços privados e do Sistema Único de Saúde (SUS).  

 

Brasília, 6 de dezembro de 2017


ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

FEDERAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA

FEDERAÇÃO NACIONAL DOS MÉDICOS

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

© PORTAL MÉDICO 2010 - o site do Conselho Federal de Medicina -Todos os direitos reservados
SGAS 915 Lote 72 | CEP: 70390-150 | Brasí­lia-DF | FONE: (61) 3445 5900 | FAX: (61) 3346 0231| E-mail: cfm@portalmedico.org.br | CNPJ: 33.583.550/0001-30